Comissão de Desenvolvimento Regional vai debater construção da Ferrogrão

A Comissão de Desenvolvimento Regional (CDR) vai promover uma audiência pública sobre as obras da ferrovia Ferrogrão. A linha com mais de 900 quilômetros de extensão foi projetada para escoar a produção de grãos das regiões Centro-Oeste e Norte para o porto de Miritituba, em Itaituba (PA). O debate foi sugerido pelo senador Zequinha Marinho (Podemos-PA).

A Ferrogrão está parada desde março de 2021 em razão de uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI 6553), movida pelo PSol no Supremo Tribunal Federal (STF). O partido questiona a alteração dos limites do Parque Nacional do Jamanxim (PA), que está entre os municípios de Sinop (MT) e Itaituba (PA). A ferrovia para escoar a produção agrícola do Mato Grosso até o Pará faz parte do novo Plano de Aceleração do Crescimento lançado pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, esta semana, ainda que a depender de condicionalidades relacionadas ao meio ambiente.

O requerimento (REQ 16/2023 — CDR) foi aprovado nesta terça-feira (15), mas ainda não há data para a realização da audiência pública. Para senador Zequinha Marinho, a conclusão das obras vai diminuir o fluxo de caminhões pesados nas rodovias das regiões Norte e Centro-Oeste.

“Ao consolidar este novo corredor ferroviário, o empreendimento deverá reduzir em R$ 19,2 bilhões o custo do frete em relação à rodovia e aumentar a arrecadação tributária em R$ 6 bilhões, além de gerar compensações socioambientais estimadas em mais de R$ 735 milhões. Também tornará a produção mais competitiva, aliviando as condições de tráfego na BR-163, com o objetivo de diminuir o fluxo de caminhões pesados e os custos com a conservação e a manutenção da via. Cada viagem da ferrovia substituirá o equivalente a 400 caminhões que transportam as cargas atualmente”, argumenta o autor do requerimento.

Devem participar da audiência pública representantes dos seguintes órgãos e entidades:

  • Estação da Luz Participações (EDLP);
  • Associação dos Terminais Portuários da Bacia Amazônica (Amport);
  • Norte da Hidrovias do Brasil;
  • Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA); e
  • Ministério dos Transportes.

Desenvolvimento

A comissão aprovou ainda um requerimento de audiência pública (REQ 18/2023 — CDR) para debater estratégias de desenvolvimento nas regiões Norte e Nordeste. O debate sugerido pelo presidente da CDR, senador Marcelo Castro (MDB-PI), deve ocorre em conjunto com a Comissão de Infraestrutura (CI). Castro sugere a presença do filósofo Mangabeira Unger, professor da Universidade de Harvard e ex-ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.

 

Veja também

Rio Grande do Sul: 18 escolas públicas de Porto Alegre retomam aulas nesta segunda-feira (20)

Padre Augustinho Bona que morreu em Sorriso ontem, será sepultado no Paraná

Corpo de bombeiros captura cobra cascavel em empresa de Sorriso

Governador defende eficiência e que Brasil lidere setor da economia verde

Medida Provisória do Auxílio Reconstrução do Rio Grande do Sul entra em vigor

Ministro Alexandre de Moraes suspende por mais 90 dias processo sobre Ferrogrão no STF