(66) 3544-2595

Telefone

(66) 99634-6964

WHATSAPP

Abertura oficial da safra 2021 do mel acontece nesta quinta (27) com colheita no Jonas Pinheiro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Quer adoçar um pouco a vida e fazer isso de forma natural? Então que tal um pouquinho de mel no chá, na calda da fruta, no pão, no queijo e até na carne para os mais ousados? Isso mesmo o mel pode ser a estrela que dá o sabor especial tanto na maça com calda como na carne suína preparada com manteiga e mel.

E para dar o start a todos esses pratos e muitos outros, hoje técnicos da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (Sama), bombeiros militares e apicultores farão a abertura oficial da safra 2021 com a colheita de mel de dez caixas colmeias do produtor Rosalve Pastora dos Santos. Essa colheita doce terá início às 16 horas no lote 173 do Assentamento Jonas Pinheiro e deve contar com a participação do vice-prefeito, Gerson Bicego, um entusiasta da agricultura familiar que vê na produção do mel uma nova fonte de renda para a cadeia produtiva.

A expectativa para 2021 é chegar às 20 mil toneladas de mel, oriundas da produção familiar em Sorriso. São mais de 120 produtores, todos cadastrados no programa VitaMel, desenvolvido pela Sama que além do apoio técnico tem disponibilizado também as caixas colmeias para os interessados. No Município, o mel produzido conta com o Selo de Inspeção Municipal (SIM) e com o selo do Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar e de Pequeno Porte (Susaf-MT).

“O mel tem a possibilidade de duas colheitas ao ano, agora e em agosto, no alto do período da estiagem quando geralmente é ainda mais doce; é uma cultura em que não há necessidade diária de cuidados ou de muitos investimentos e tem a possibilidade de ser conciliada com outras atividades como o cultivo de hortifrútis ou a produção de leite”, destaca Gerson.  “A pandemia da Covid-19 aumentou muito a demanda por mel e seus derivados, como o própolis, por exemplo, como forma de as pessoas ampliarem a imunidade do organismo, o que mostra que o mercado está aquecido”, acrescenta o vice-prefeito.

E no Município, o apoio também vem de farda. Isso mesmo. É que bombeiros militares, integrantes da 10ª Companhia Independente de Bombeiro Militar Alves Daroit juntamente com a equipe do VitaMel estão repassando aos apicultores dicas importantes no manejo, manutenção e montagem de apiários. É o que conta o BM Niki Antonietti. “Iniciamos uma parceria com a equipe do VitaMel ainda em 2019 quando todos os integrantes da corporação participaram de instrução em campo”, explica. Desde então a iniciativa se fortaleceu e um dos trabalhos realizados em conjunto, por bombeiros e equipe técnica do programa, é a captura e remoção de abelhas para lugares seguros.

E entre as sugestões repassadas por meio da parceria, está a escolha do local mais adequado e a correta montagem de um apiário. “Muitos produtores costumavam dispor as caixas em local inadequado; a partir de uma análise mais detalhada a gente percebeu que o apiário tem que ser montado em um local próprio, mais elevado para evitar ataques de formigas, por exemplo”, explica Antonietti.

Ainda, é preciso ter cuidado com o local escolhido, para se certificar de que há alimento disponível para a produção do mel, lembrando que “a florada do local escolhido é o que atribui notas de sabor e aroma ao mel”, detalha Antonietti, que desde que teve contato com o programa VitaMel também se tornou um estudioso do comportamento das abelhas e entusiasta da área. Assim que tira a farda, Antonietti, em parceria com mais dois bombeiros também se torna apicultor. “Estamos com quinze caixas e esse ano vamos realizar nossa primeira colheita; estamos com boas expectativas”, pontua.

Conforme o secretário-adjunto da Sama, Márcio Kuhn, a intenção do Município é dar continuidade ao processo de integração da atividade apícola ao agronegócio, reforçando parcerias e ampliando articulações com diversos setores. Interessados podem procurar a Sama de segunda a sexta-feira no horário das 7 às 13 horas ou ligar no 3545-4729 para mais informações.