Acre tem caso suspeito de sarampo após 22 anos e não vacinou nem 20% do público contra a doença

Depois que uma menina de 4 anos apresentou sintomas suspeitos do quadro de sarampo, em Assis Brasil, no último dia 5 de maio, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesacre) ficou em alerta já que há 22 dois anos o Acre não registra casos da doença.

O que também se apresenta como preocupante, quando se trata do assunto, é a informação de que a unidade vacinou apenas 18,74% do seu público-alvo em 2022, de acordo com os dados do Ministério da Saúde.

A campanha nacional de imunização contra a doença vai até esta sexta (3). Crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias de idade podem ser imunizadas; a vacina é aplicada em uma dose.

A vacinação é gratuita e está disponível nos postos de saúde do SUS. A vacina é essencial para garantir a proteção contra o sarampo, que pode causar febre, infecção nos ouvidos, pneumonia, diarreia, conjuntivite, perda de apetite e convulsões. Em casos mais graves, pode atingir as vias respiratórias, provocar lesão cerebral e morte.

No Acre, de acordo com o infográfico, das 25.390 doses disponibilizadas pelo Governo Federal, 21.359 doses foram aplicadas. A população alvo é de 89.161 pessoas.

Caso de sarampo em Assis Brasil: relembre o caso

A criança de apenas 4 anos reside na cidade peruana de Iñapari, localizada na fronteira com Assis Brasil. Ela estuda em uma das escolas do município acreano.

As secretarias Municipal e Estadual de Saúde – Semsa e Sesacre – foram informadas sobre o caso assim que os responsáveis pela criança procuraram uma unidade hospitalar relatando os sintomas.

Os exames enviados para a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) ainda não foram confimados, mas seguem em análise.

Os demais alunos que tiveram contato com a criança infectada foram monitorados e imunizados contra a doença.

Sarampo 

É uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando a pessoa doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de se evitar o sarampo é pela vacina.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

hospital de campanha lotado

Covid-19: Hospital de Campanha será reaberto em Sorriso dia 04 de julho

dengue]

Secretaria confirma nova cepa de dengue mais transmissível com casos em Sorriso e Cuiabá e faz alerta

thumb__600_0_0_0_auto (31)

Sorriso ofertará imunização contra a covid-19 neste sábado, 25

JOÃO

Prefeitura de Sorriso teria pago mais de 1 milhão de reais por 18 procedimentos médicos para o mesmo paciente; nenhum foi feito

sivio stolfe

Sorriso: Sílvio Stolfe é o novo secretário de Saúde e Saneamento

utusmt

Covid 19: taxa de ocupação de UTIs em MT sobe para 57%; três pacientes são de Sorriso