Alta do milho puxa preço da carne

Por: A Gazeta

Valorização do milho no mercado interno encarece a produção de proteína. Baixo estoque do cereal, usado na nutrição animal, impulsiona a cotação do grão com efeito irradiador nos preços das carnes. Em Mato Grosso, a saca (60 kg) de milho é comercializada atualmente por até R$ 40,50. Em janeiro de 2019, o valor máximo alcançado não superou R$ 25,45. A alta no período é de 59%, conforme indicadores divulgados pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). Também no intervalo de 12 meses a carne bovina, suína e o frango encareceram acima de dois dígitos para o consumidor local. Respectivamente, as altas acumuladas foram de 41%, 36% e 10%, entre dezembro de 2018 e o último mês de 2019, aponta o Imea. A perspectiva, segundo criadores, é que após um ligeiro recuo mensal nas cotações das proteínas animais no varejo, os preços voltem a ser majorados.

Próximo

Alta do milho puxa preço da carne