Ato cívico e assinatura do PAA integram a celebração pelo aniversário do Município

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

No dia em Sorriso completou seus 34 anos de emancipação político-administrativa, a celebração da data começou logo no início do dia, às 8h da manhã, com um ato cívico entre os três poderes.  As bandeiras do Município, do Estado e do Brasil foram hasteadas pelos representantes dos três poderes: pelo Executivo Municipal, o prefeito de Sorriso, Ari Lafin; pelo Legislativo Municipal, o presidente da Câmara de Vereadores, Cláudio Oliveira; e pelo Judiciário, o juiz Érico de Almeida Duarte. A cerimônia também contou com a participação de outras autoridades, como o deputado estadual Xuxu Dal Molin.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, que provoca a Covid-19, os eventos estão restritos às pessoas diretamente envolvidas em cada processo, evitando assim qualquer tipo de aglomeração. Entre as cerimônias que marcaram o 13 de maio, está a assinatura dos contratos que oficializam a cooperação entre as secretarias municipais de Assistência Social (Semas) e de Agricultura e Meio Ambiente (Sama), que garante a aquisição de alimentos da agricultura familiar para destinação às famílias em situação de vulnerabilidade social cadastradas nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do município e também na própria Semas.

Alicerçado em uma relação “ganha-ganha”, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) fortalece tanto a cadeia produtiva da agricultura familiar, quanto a cesta básica das famílias que integram o Cad Único e também o programa federal de transferência de renda Bolsa Família. “É uma forma de acrescentarmos mais saúde às cestas básicas que já vinham sendo entregues a estas famílias, que contavam exclusivamente com alimentos não perecíveis e agora, a partir do dia 20, passarão a ter frutas e hortaliças”, destaca o prefeito de Sorriso, Ari Lafin, reforçando que a ação também garante mercado aos produtos da agricultura familiar, que já fazem comercializam para da merenda escolar do município e também em feiras livres da cidade.

Na manhã de ontem (13), foram assinados os contratos com a Cooperativa de Hortifrutigranjeiros de Sorriso (Cooperriso), com a Cooperativa dos Pequenos Produtores Rurais do Vale do Celeste (Coopercel) e com a Associação dos Produtores Orgânicos de Sorriso (APOS). O secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Márcio Kuhn, informa que serão adquiridos abobrinha verde, banana nanica, batata doce, goiaba, mandioca, quiabo e tomate. “Além da garantia de mercado, estes produtores, organizados em cooperativas, também recebem assistência técnica de profissionais da Sama”, acrescenta.

Os contratos têm vigência de quatro meses e os pagamentos às cooperativas serão feitos de maneira gradual, de acordo com os itens comprados. O valor global dos contratos, que estipula o máximo a ser gasto, é de R$ 47.674,07 com a Cooperriso; R$ 38.860,20 com a Coopercel; e R$ 15.453,59 com a APOS.

“Estamos trabalhando neste projeto há muito tempo e é muito gratificante assinar estes contratos, já que, depois de todo o trâmite legal que foi rigorosamente seguido, vamos efetivamente colocar em prática esta ação que reforça a alimentação das famílias em situação de vulnerabilidade social”, comenta a titular da Semas, Jucélia Ferro.