Baixa cobertura vacinal infantil faz Saúde recomendar uso de máscaras nas escolas de MT

A baixa cobertura vacinal entre as crianças de 5 a 11 anos levou o Centro de Operações em Emergência em Saúde Pública (COE-MT) a recomendar a utilização de máscaras nas escolas de Mato Grosso. Segundo os dados, apenas 16% do público infantil está com o esquema vacinal completo e tomou as duas doses recomendadas, conforme dados do Painel de Distribuição de Vacinas contra a covid-19, mantido pela SES-MT.

Além disso, os dados oficiais confirmam que 64% das crianças aptas a serem vacinadas não tomaram nenhuma dose e 36% a primeira dose.

A secretária de Estado de Saúde, Kelluby de Oliveira, ressaltou a importância de se completar o esquema vacinal das crianças para que não resulte em aumento no número de casos de contaminação.

“Já está demonstrada a eficiência da vacinação contra o vírus, o que permitiu que nós pudéssemos retomar a normalidade. E queremos garantir que nossas crianças também estejam seguras”, afirmou.

Já para o grupo de adolescentes, de 12 a 17 ano, a cobertura vacinal em Mato Grosso é de 55%. Além da baixa vacinação, o aumento no número de casos e na média móvel da covid-19 alerta para a importância das medidas de biossegurança também para esse público.

“Quase metade dos adolescentes estão com esquema vacinal incompleto. Precisamos reverter esse quadro”, aponta o secretário Adjunto de Vigilância em Saúde, Juliano Melo.

Em razão do baixo índice vacinal, principalmente das crianças, o Centro de Operações em Emergência fez uma nova análise de risco, por meio de estudos da equipe de Vigilância Epidemiológica. Para a avaliação, foram considerados os dados de variação de casos, óbitos, coeficiente de incidência e mortalidade acumulados nos últimos 14 dias e nas últimas 24 horas, além da variação e similaridade de casos e óbitos.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

thumb__600_0_0_0_auto (12)

Unidade móvel do Hospital do Amor atenderá na Zona Leste e no Mário Raiter

COVIDDD

Prefeitura confirma mais um óbito por covid-19

variola-monkeypox-adobe-stock-970x550

MT acompanha 13 casos suspeitos de varíola dos macacos

Monkeypox,New,Disease,Dangerous,Over,The,World.

Caso suspeito de Monkeypox em Sorriso ainda não foi confirmado; paciente segue em observação

vacinacao-vg

Campanha de multivacinação em Sorriso terá início no dia 15 de agosto

6b1a658df9dc2115269663f1157e1954

Exames confirmam dois casos de varíola dos macacos em Cuiabá