Política

Barbudo e Medeiros são os deputados de MT que mais votam pró-Bolsonaro

Publicado em 16/12/2020

Os deputados federais Nelson Barbudo (PSL) e José Medeiros (Pode) são os parlamentares de Mato Grosso que mais apoiam os projetos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). No entanto, nem mesmo eles votaram 100% com as ideias do presidente.

Barbudo, que está em seu primeiro mandato e foi eleito com o apoio do presidente, votou a favor das propostas do governo em 99% das vezes, segundo levantamento do site Radar do Congresso. De 1º de janeiro de 2019 até 19 de novembro de 2020, o parlamentar gastou R$ 603.484,96, sendo que a maior parte das despesas não tem classificação específica.

O segundo que mais apoiou as propostas de Bolsonaro foi o policial rodoviário federal aposentado José Medeiros, que votou com a base do governo em 98% das vezes. Segundo o Radar do Congresso, ele gastou em quase dois anos de mandato R$ 572.641,79, sendo que a maior parte está identificada na categoria “outros”.

No geral, os deputados de Mato Grosso são da base do governo Bolsonaro, sendo que dos 8, 7 votaram junto ao governo em mais de 80% das propostas. Neri Geller (PP), apoiou o governo em 94% das votações, Juarez Costa (MDB) em 89% das vezes.

Já Carlos Bezerra (MDB) esteve junto do governo em 83% das votações; Emanuelzinho (PTB) em 82% dos projetos e Dr. Leonardo (SD) em 80% dos casos.

A única que teve baixo apoio aos projetos do governo federal entre os deputados federais de Mato Grosso foi Rosa Neide (PT), que foi favorável ao governo Bolsonaro em apenas 20% dos projetos.

Já na comparação dos gastos, quem tebe as despesas mais altas foi o líder da bancada federal, Neri Geller, com R$ 686.872,62, sendo que 34,8% desse valor foi para a locação de veículos.

O segundo que mais gastou foi Carlos Bezerra, com R$ 680.776,57. Deste total, ele desembolsou 61,7% para a divulgação de atividade parlamentar como o pagamento de agência de publicidade.

Logo depois vem Rosa Neide, com R$ 621.308,39; seguida de Nelson Barbudo com R$ 603.484,96; Dr. Leonardo com R$ 576.318,66; José Medeiros com R$ 572.641,79; Juarez Costa que declarou ter gasto R$ 568.267,58; e Emanuelzinho com R$ 425.823,44.

Enquete. Participe!

Em sua opinião, o município de Sorriso deveria montar leitos de UTI?