(66) 3544-2595

Telefone

(66) 99634-6964

WHATSAPP

Caminhoneiro com suspeita de infecção está intubado com 90% dos pulmões comprometidos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O motorista de caminhão de 37 anos, identidade não divulgada, internado em Rondonópolis (218 km de Cuiabá), que está com suspeita de infecção com a variante indiana (B.1.617), está intubado, com 90% dos pulmões comprometidos.

A informação foi confirmada pela prefeitura por meio de nota. A Secretaria de Saúde do Município ainda aguarda exames para confirmar ou descartar se é realmente infecção pela variante indiana.

Se confirmado, este será o primeiro caso registrado da variante em Mato Grosso.

Segundo a nota, o condutor estaria de passagem por Rondonópolis, quando procurou ajuda médica. Ele é proveniente de de Santa Catarina e estava no Pará.

Atualmente, o paciente está internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Rondonópolis.

O secretário municipal de Saúde, Vinícius Amoroso afirmou que a situação não é motivo para pânico.

” O caso suspeito não é motivo para pânico, porém, reforçamos a necessidade da população se conscientizar da importância de manter as medidas de prevenção, evitando aglomerações, priorizando o distanciamento social, usando máscaras e mantendo as medidas de higiene”, diz trecho de nota.

Recentemente o secretário de Saúde do Estado, Gilberto Figueiredo admitiu, em entrevista ao Conexão Poder, que havia oito variantes circulando em Mato Grosso.

A variante indiana B.1.617 possui três sub-linhagens, com pequenas diferenças (B.1.617.1, B.1.617.2 e B.1.617.3), que foram descobertas entre outubro e dezembro de 2020.

Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), a linhagem B.1.617 foi classificada como uma variante de maior potencial transmissor.