Carteira do artesão abre oportunidades de negócios para empreendedores de MT

Para apoiar artesãos mato-grossenses a comercializarem os seus trabalhos em feiras e eventos regionais, nacionais e até internacionais, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) disponibiliza a Carteira Nacional do Artesão. O documento é fornecido pelo Governo de Mato Grosso em parceria com o Governo Federal.

A Sedec, por meio do Programa Artesanato Mato-grossense, abre inúmeras portas de acesso às oportunidades de negócios aos empreendedores locais que possui carteira nacional do artesão, como em feiras e exposições. Os artesãos divulgam e comercializam arte, comidas típicas, música, peças de arte, dentre outros trabalhos carregados de identidade cultural e história.

A carteira nacional do artesão não tem custo e é confeccionada pela equipe da Sedec. Os artesãos ficam registrados no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (Sicab).

A coordenadora do setor do artesão da Sedec, Lourdes Sampaio, explica que, além do acesso aos principais eventos culturais, o documento é isento de imposto para venda e a profissão reconhecida pelo Ministério do Trabalho. O empreendedor que possui a carteira ainda é cadastrado no Instituto Nacional de Seguro Nacional (INSS) e tem acesso a descontos em algumas lojas parceiras em Cuiabá.

“Esse benefício já ajudou muitas famílias mato-grossenses e realizou muitos sonhos de levar o artesanato regional para fora do país. Muitas pessoas recorrem ao artesanato em busca de diminuir o estresse e se distrair, e depois se apaixonam por esse trabalho”, ressalta a servidora da Sedec.

Como tirar a Carteira Nacional do Artesão

Aos artesãos interessados obter a carteira, é necessário residir em Mato Grosso, ter acima de 18 anos de idade e procurar a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) e apresentar os seguintes documentos confira a lista aqui ou ligue para os telefones 65 3613-0048 ou 3613-0007

Programa de Artesanato Matogrossense

Rua Tenente Coronel Thogo Da Silva Pereira, nº 311, Centro-Sul,
CEP: 78020 – 500, Cuiabá – MT
Tel: (65)3613-9324

O Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Sedec, propõe estratégias que garantam o papel do artesanato/artesão como representativo da identidade cultural do Estado que necessita de medidas incentivadoras que desenvolva a sua capacidade empreendedora e possibilite organizarem para atuar em um mercado competitivo, envolve os Poderes Públicos Federal, Estadual e Municipais e demais entidades públicas e privadas para a consolidação de um Programa de Artesanato efetivo e de sucesso. São cinco os tipos de artensato inseridos no programa: madeira, cerãmica, fibra, tecelagem e doces e licores.

Missão

Considerando a importância desse setor que valoriza a identidade cultural das comunidades e promove a melhoria da qualidade de vida ampliando a geração de renda e trabalho, a SEDEC/CIPAM tem como principal missão o estabelecimento de ações conjuntas no sentido de enfrentar os desafios e potencializar as muitas oportunidades existentes para o desenvolvimento do setor artesanal no Estado.

Estrutura

Na década de 70 o Governo Federal cria o PNDA-Programa Nacional do Desenvolvimento do Artesanato no âmbito do Ministério do Trabalho nos anos 90,é instituído o PAB-Programa do Artesanato Brasileiro no âmbito do extinto Ministério Ação Social finalmente com o Decreto 1.508 de 31/05/1995 passa a ser vinculado ao Ministério da Indústria,do Comércio e do Turismo,que em sua competência foi sucedido pelo SMPE — Secretaria da Micro e Pequena Empresa.

O Programa do Artesanato Brasileiro ganhou importância na gestão pública, com status de Programa Orçamentário na proposta do Plano Plurianual de Investimentos-PPA para o período de 2004-2007.

É representado nos Estados e Distrito Federal pelos Governos/Secretarias/Coordenações Estaduais que implementam suas ações conforme a sua política e diretrizes.

Objetivo Geral e Específicos

Geral
Subsidiar o MDIC/Fórum do Artesanato Brasileiro/Programa do Artesanato Brasileiro na formulação de políticas para o segmento artesanal propondo estratégias que garantam o papel do artesanato como representativo da identidade cultural da região articulando parcerias, ações com os diversos órgãos governamentais e não governamentais para gerar ocupação e renda em sintonia com as metas apontadas pelos Governos: Federal e Estadual.

Específicos
Estruturar, organizar e gerir, coordenar e supervisionar todas as ações e seus instrumentos de operacionalização no Estado com foco na geração de oportunidades de trabalho e renda estimulando as vocação regional e a formulação de uma mentalidade empreendedora visando à conquista de novos nichos de mercado interno e externo tais como:

geração de trabalho, ocupação e renda;
estímulo à exportação;
desenvolvimento e aproveitamento das vocações regional;
fortalecimento das cadeias produtivas;
integração regional, nacional e internacional.
Por meio das seguintes ações:

Assistência e cooperação técnica;
Incentivo à comercialização dos produtos artesanais em ventos, feiras, exposições etc. locais, nacionais e internacionais;
Estímulo à organização de associações, cooperativas etc.
Cadastramento de:
entidades não governamentais (associações, cooperativas, núcleos etc.) representativas do setor artesanal para o SMPE/PAB;
artesãos para emissão da Carteira de Identidade do Artesão com autorizo do
SMPE/PAB e reconhecimento nacional; de recursos humanos com experiência e qualificação no setor
5. Qualificação e requalificação do segmento em cursos e oficinas;

6. Encaminhamento para o acesso a linha de crédito assistido;

Serviços

Credenciamento de Artesãos
Emissão da Carteira de Identidade do Artesão
__________________________________________________

É realizado por uma equipe técnica, que avalia e classifica o produto do artesão de acordo com a técnica utilizada , a matéria-prima e a qualidade de acabamento.
O cadastramento acontece na própria SEDEC/ CIPAM.
A carteira de Artesão deve ser renovada anualmente.
Documentos Necessários:

02 (duas) fotos 3×4.
Carteira de Identidade.
CPF
Outros documentos ;
01 Peça pronta do Artesanato
Vantagens da carteira de Artesão:

Expor e comercializar os produtos em eventos promovidos pela SEDEC/CIPAM.
Isentar os produtos comercializados da cobrança de ICMS pela SEFAZ.
Apresentar com a carteira do Artesão na delegacia Regional do Trabalho e solicitar carimbo da lei que Regulamenta a profissão artesão na Carteira de Trabalho;
Poder se cadastrar no INSS.
Requalificação de artesão em cursos e oficinas de aperfeiçoamento profissional.
Encaminhamento para o acesso ás linhas de crédito assistido.
Cartilha como Exportar Artesanato

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

cavalhada de poconé rais reis

Cavalhada de Poconé ocorre neste domingo (26) após dois anos de hiato

artista mt onça

Artista de MT vai expor escultura de onça em Nova York

thumb__1280_0_0_0_auto - 2022-06-08T144713.389

Curta-metragem contará a história de Tereza de Benguela

andrei e ganhador 2

Promoção Saúde da Sorte da Nebrasca entrega um caminhão de prêmios para ganhador de Sorriso

Mosaico - cultura3

Inscrições para editais de fomento à cultura terminam nesta terça (31)

Festival-de-praia-cortado-Sinop-maio-2022-assessoria-990x556

Sinop voltará a ter tradicional festival de praia; aniversário e réveillon com shows nacionais