Educação

Cemeis Espaço Criança, Escola Valter Leite e Infantil da Escola Aureliano vão iniciar o ano letivo mais tarde

Por: Assessoria Publicado em 31/01/2020

Na segunda-feira (3 de fevereiro), têm início o ano letivo de 2020, e, somente na rede municipal, quase 15 mil alunos voltam para escola. Em duas, das 35 unidades escolares que compõem a rede municipal de ensino, o início do ano letivo terá de ser adiado: no Cemeis Espaço Criança e na Escola Municipal Valter Leite. Em outra unidade, a Escola Municipal Aureliano Pereira da Silva, somente as aulas da Educação Infantil iniciarão mais tarde.

O Cemeis Espaço Criança, do Distrito de Boa Esperança, ainda está em obras para reforma e ampliação da unidade, e assim que o prédio estiver em condições adequadas para receber os 200 alunos, os pais serão avisados. A expectativa é que o trabalho seja concluído nas próximas semanas, mas a definição de um prazo só será possível depois da resolução de entraves burocráticos, visto que a Prefeitura busca rescindir o contrato para que equipes próprias deem continuidade ao serviço. Em março do ano passado, a Construtora Relecun, a contratada por meio da tomada de preços 015/2018 para conduzir a obra, começou o serviço de reforma e ampliação da unidade, e o prazo estipulado para conclusão era de 100 dias, o que não foi cumprido.

Já na Escola Municipal Valter Leite, as aulas do ano letivo começam na quarta-feira (5 de fevereiro), já que  as equipes do Programa Revitalização estão finalizando ações de reforma e ampliação da unidade, que atende 1,2 mil alunos. Entre as melhorias, reforma e ampliação da cozinha, de salas da área administrativa (coordenadores, direção, secretaria), pintura da escola, troca de janelas e calçadas. Alguns serviços que não forem finalizados até quarta, deverão ser concluídos aos fins de semana, sem interferir no conforto de alunos e professores e sem alterar a rotina da escola.

Já para o 300 alunos do Pré I e Pré II da Escola Municipal Aureliano Pereira da Silva, as aulas terão início no dia 10, uma semana após as outras unidades escolares. O motivo para o atraso é que também estão sendo finalizadas as melhorias necessárias para adaptação do prédio que abrigava o Centro de Reabilitação Renascer, devolvido, no ano passado, para a Aureliano. Já para os alunos do 1.º ao 6.º ano que estudam na unidade, o início do ano letivo será normal.

“Nossas equipes concentraram esforços para finalizar tudo antecipadamente, no entanto, não foi possível por uma série de fatores, por isso, lamentamos muito o atraso e reforçamos que as aulas serão devidamente recuperadas, não interferindo no processo de ensino-aprendizagem dos alunos”, destaca a titular da pasta, Lúcia Korbes Drechsler, reiterando que as unidades escolares mantêm os pais cientes das alterações no calendário.

Enquete. Participe!

Em sua opinião, quais secretários do governo Ari Lafin devem continuar na próxima gestão?
(É possível votar em mais de um)