CNI lança Agenda Legislativa 2022 com destaque para reforma tributária

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) apresentou nesta terça-feira (29) a edição de 2022 da Agenda Legislativa da Indústria. Ao todo, a entidade selecionou 151 propostas para integrar o documento. A ideia é destacar as medidas que podem ajudar a melhorar o ambiente de negócios do Brasil e acelerar o processo de retomada da economia.

Durante o evento de apresentação da agenda, o presidente da CNI destacou 12 propostas que compõem a Pauta Mínima. Essas proposições tramitam no Congresso Nacional e geram maior impacto para o setor produtivo, como é o caso da reforma tributária, representada pela PEC 110/2019.

“A aprovação da PEC 110 é fundamental para acelerar o ritmo de crescimento da economia brasileira. Não podemos mais manter um sistema tributário que inibe a produção de todos os setores econômicos e dificulta a geração de emprego e de renda para os brasileiros. A reforma tributária é importante demais para ser adiada em nome de segmentos que querem manter os privilégios ou conquistar novas vantagens sobre os concorrentes”, destaca o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade.

Acesse a íntegra da Agenda Legislativa e da Pauta Mínima da edição 2022

O atual sistema tributário brasileiro é considerado complexo e burocrático. Na avaliação de especialistas e parlamentares, trata-se do principal limitador da competitividade das empresas. Para a CNI, a relevância da matéria se dá, sobretudo, pela intenção de modernizar e simplificar a tributação sobre consumo.

REFORMA TRIBUTÁRIA: aprovação da proposta representa aumento no PIB de 12%, em 15 anos, segundo pesquisa

Preço da cesta básica pode cair 4% com redução do Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante, estima Ministério da Economia

Impostos aumentam custo da instalação de investimentos no Brasil

O deputado federal Eduardo Bismarck (PDT-CE), presente no lançamento, ressaltou a urgência da aprovação da PEC 110.

“O Brasil precisa dessa reforma tributária ampla e profunda. Não temos que pensar na individualidade. Temos que pensar de uma forma coletiva na hora de fazer uma reforma tributária. A burocracia do país e o nosso sistema tributário atual emperram o empreendedorismo e o desenvolvimento”, defendeu.
Além da PEC 110/2019, outros projetos visam melhorar o aspecto tributário do Brasil. É o caso da reabertura do Programa Especial de Regularização Tributária (Pert). que visa a regularização fiscal das empresas. Trata-se da principal pauta remanescente do impacto econômico da crise sanitária provocada pela pandemia.

A Pauta Mínima

Confira abaixo todas propostas prioritárias que compõem a Pauta Mínima da Agenda Legislativa:

  1. Reforma Tributária – PEC 110/2019 – Busca a simplificação do sistema de cobrança de impostos no Brasil.
  2. Reabertura do Programa Especial de Regularização Tributária – PL 4728/2020 – Prevê o parcelamento especial de dívidas com a União com base na redução de faturamento da empresa na pandemia.
  3. Tributação em Bases Universais – PL 2502/2021 – Modifica o regime de tributação de lucros das multinacionais brasileiras.
  4. Prorrogação de incentivos de IRPJ e reinvestimento nas áreas da Sudam e Sudene  – PL 4416/2021 – Amplia de 2023 para 2028 o prazo para aprovação de projetos beneficiários de incentivos fiscais nas áreas das Superintendências da Amazônia e do Nordeste.
  5. Modernização do Setor Elétrico – PL 414/2021 – Proposta de reestruturação do modelo de regulação do setor elétrico para expansão do mercado livre de energia no Brasil.
  6. Debêntures de infraestrutura – PL 2646/2020 – Cria as debêntures de infraestrutura para financiamento de projetos da área ou de produção econômica intensiva em pesquisa, desenvolvimento e inovação como forma de atrair investimentos.
  7. Regulamentação do Mercado de Carbono – PL 528/2021 – Regula a compra e venda de créditos de carbono no Brasil.
  8. Desobrigação de contribuição adicional para aposentadoria especial quando houver redução do grau de exposição – PL 1363/2021 –  Dispensa o empregador de recolher a contribuição social adicional quando são adotadas medidas que neutralizem ou reduzam o grau de exposição dos trabalhadores a agentes nocivos a níveis legais de tolerância.
  9. Regulamentação do Limbo Previdenciário – PL 3236/2020 – Permite que o empregador apresente recursos ao Conselho de Recursos da Previdência Social e ação judicial contra decisões do INSS que indefiram a concessão ou prorrogação do auxílio-doença a seus empregados.
  10. Permissão para trabalho multifunção – PL 5670/2019 –  Moderniza as relações de trabalho ao permitir que o contrato individual de trabalho seja por especificidade ou predominância de função, ou por multifuncionalidade.
  11. Marco Legal do Reempreendedorismo – PLP 33/2020 – Disciplina a renegociação extrajudicial e judicial simplificada e a liquidação sumária dos bens do microempreendedor individual, da microempresa e empresa de pequeno porte.
  12. Alterações ao Marco Legal das Startups – PLP 2/2022 –  Disciplina mudanças sobre o enquadramento das startups adequando às regras vigentes aos diferentes modelos de negócios dessas empresas.

 

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

CRIANÇA REFEM

Homem é preso após tentar matar esposa e fazer filha de 9 meses refém

INDEA MT

Governo de MT publica nomeação de 111 aprovados no Indea

Beatriz quatto

Sorriso: Prefeitura decreta luto de 3 dias por morte de empresária Beatriz Alves

Orlalto-prefeito-de-Pedra-Preta-morto-em-agosto-2022-re

Prefeito de cidade Mato-grossense morre de câncer; autoridades expressam pesar

ciopaer leva paciente

Avião do Ciopaer leva paciente de Mato Grosso para transplante de rim no Paraná

asr sorriso

ASR Sorriso retoma projeto Costurando Amizade oferecendo curso gratuito de corte e costura