Pronampe 2022: crédito com juros mais baixos para MEI é liberado; saiba como funciona

O prazo máximo de pagamento é de 48 meses para um financiamento de até 30% do faturamento do ano de 2021

 

A concessão de crédito para microempreendedores individuais (MEI), micro e pequenos empreendedores começou nesta segunda-feira (25) por meio do Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte).

Serão R$ 50 bilhões para investimentos e capital de giro que poderão ser utilizados pelos empreendedores, tanto para a aquisição de máquinas e equipamentos e realização de reformas, quanto para despesas operacionais – como o pagamento de salário dos funcionários e de contas como água, luz e aluguel, ou a compra de matérias-primas e mercadorias.

A nova rodada do Pronampe passa a beneficiar empreendedores como artesãos, manicures, borracheiros, doceiras, padeiros e barbeiros, entre outros. O Brasil tem 13 milhões de MEIs e 5,5 milhões de micro e pequenas empresas, volume que corresponde a 98% das empresas existentes.

“Com a entrada de oferta de crédito para microempreendedores individuais, vamos apoiar cada vez mais o empreendedor. Essa é uma oportunidade para quem quer desenvolver e investir no seu negócio”, afirma Daniella Marques, presidente da Caixa, que tem 37% de participação no programa.

O prazo máximo de pagamento é de 48 meses para um financiamento de até 30% do faturamento declarado pela empresa no ano de 2021, limitado a até R$ 150 mil, com carência de até 11 meses.

Como funciona o crédito do Pronampe

O que é o Pronampe?

É uma concessão de crédito para microempreendedores individuais (MEI), micro e pequenos empreendedores. Outras rodadas ocorreram em 2020 e 2021.

Quais empresas podem participar?

▪ Podem participar microempreendedores individuais (MEI), micro e pequenos empreendedores.

▪ A empresa deve ter mais de 1 ano de constituição e faturamento registrado na Receita Federal do Brasil de até R$ 4,8 milhões em 2021.

O primeiro passo para consultar as linhas de crédito

▪ Pelas novas regras, os bancos deverão conferir o faturamento na base da Receita Federal, mediante autorização prévia da empresa, para que possa ser realizada a contratação.

▪ É preciso acessar o Portal do Centro Virtual de Atendimento (Portal e-CAC).

▪ Na opção “Autorizar Compartilhamento de Dados”, selecionar as instituições bancárias para as quais se deseja solicitar a proposta de financiamento.

▪ E, depois, autorizá-las a consultar o faturamento do ano de 2021.

▪ Após esses procedimentos, já é possível procurar o banco.

Período que vai valer o programa

▪ As instituições financeiras participantes poderão formalizar operações de crédito no âmbito do programa entre 25 de julho de 2022 e 31 de dezembro de 2024.

Prazo de pagamento

▪ O prazo máximo de pagamento é de 48 meses para um financiamento de até 30% do faturamento declarado pela empresa no ano de 2021, limitado a até R$ 150 mil, com carência de até 11 meses.

Quais são os juros?

▪ Os juros são de 6% ao ano mais a Selic (13,25%).

▪ As instituições financeiras participantes poderão requerer a garantia do FGO (Fundo Garantidor de Operações).

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

energiza

Mutirão em Sorriso realiza negociações com parcelamento em até 24 vezes

Dinheiro, Real Moeda brasileira

Cerca de R$ 9,2 bilhões de saque extraordinário voltarão ao FGTS

thumb__600_0_0_0_auto - 2022-08-04T083155.301

Sine Sorriso tem 363 Vagas de emprego em aberto

caminhoneiros (1)

Auxílio a caminhoneiros será pago por meio de poupança social digital

governo-paga auxilio-brasil-a-beneficiarios-com-nis-final-7-scaled

Mais 2,2 milhões de famílias vão receber Auxílio Brasil de R$ 600

botijão de 13 quilos de gás de cozinha

Auxílio Gás será de R$ 110 em agosto, informa Caixa