Economia

Decreto do governo de MT flexibiliza funcionamento do comércio; shoppings reabertos a partir de hoje

Por: G1 Publicado em 27/07/2020

Após a decisão da Justiça, determinando que Cuiabá e Várzea Grande mantenham a quarentena obrigatória por mais 14 dias, o governador Mauro Mendes (DEM) baixou, na sexta-feira (24), um decreto autorizando a reabertura de serviços considerados não essenciais, como bares, lanchonetes, restaurantes e shoppings centeres, cujas atividades estão suspensas há 30 dias, em razão da pandemia da Covid-19.

Pelo documento, que altera o quinto artigo do decreto 522/2020, aoo contrário dos anteriores, em que o Governo recomendava a adoção de medidas, agora as normas passam a ser impositivas.

Ou seja, os prefeitos ficam obrigados de cumprir os dispositivos contidos no texto, que permite que tais atividades possam funcionar com, no máximo, 70% de suas capacidades.

Também fica liberada a comercialização de serviços e produtos por meio de delivery, se for o caso.

No decreto, Mendes aponta que leva em consideração índice de isolamento social em Cuiabá e Várzea Grande entre 30% a 40%, durante os meses de junho e julho, mesmo com a variação de classificação de risco entre alto e muito alto, com as respectivas medidas não farmacológicas de restrição à circulação de pessoas.

Outros pontos são oferta ou ampliação de novos leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) e a oferta de testagem e de distribuição de medicamentos prescritos por médicos aos pacientes com sintomas leves da doença.

O documento mantém proibidas as atividades de lazer ou evento que cause aglomeração tais como shows, jogos de futebol, cinema, teatro, casa noturna, festas e confraternizações familiares.

QUARENTENA – Na noite da última quinta-feira (23), o juiz da Vara Estadual da Saúde Pública de Mato Grosso, José Luiz Leite Lindote, manteve a quarentena na capital e em Várzea Grande.

Inicialmente, a medida, que visa a conter a disseminação da Covid-19, foi determinada em 25 de junho passado pelo prazo de 15 dias. Desde então, já foi prorrogada por três vezes.Digite aqui

Sorriso:

Em Sorriso uma reunião entre a Promotoria de Justiça e representantes da ACES – Associação Comercial e Empresarial de Sorriso, CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico acontece nesta segunda-feira para definir os detalhes do funcionamento desses comércios no município de acordo com as normas impositivas do governo do Estado.

Enquete. Participe!

O que você pensa sobre o fato de cada secretaria da Administração Municipal contar com um subsecretário?