Agronegócio

Destaque no Estado, projeto sorrisense recebe visita de novos interessados no cultivo

Por: Assessoria Publicado em 19/11/2020

Destaque em Mato Grosso, o projeto Frutifica Sorriso recebeu ontem (19) a visita de uma comitiva de São José do Rio Claro. Com o intuito de explorar novas informações e conhecer in loco o cultivo de espécimes frutíferas, os visitantes tiveram uma tarde para regalar os olhos e o paladar. Entre árvores e aromas únicos, a comitiva recebeu informações sobre época e técnicas de cultivo e colheita; espécies que mais se adaptam ao clima e solo mato-grossense; além de opções de plantio conjunto. A ideia é levar para lá o modelo instalado em Sorriso.

A equipe formada pelo extensionista da Empaer, Bruno Casavecchia; o presidente do Sindicato Rural, Aparecido Rodrigues; o vereador eleito Ricardo Borges e os agricultores Jairo Pessat, Vânia e Nivaldo Fiorine, José Coelho, Phelipe, Miguel e Édson, visitou parte dos 60 hectares cultivados que hoje integram o projeto no município.

De acordo com dados da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (SAMA), Sorriso conta com 120 famílias cadastradas no Frutifica, destas, 45 estão regularmente produzindo frutas. São 45 mil mudas de árvores frutíferas já plantadas. “Contudo, nossa meta é chegar a 100 mil mudas plantadas e produzindo”, enfatiza o responsável pelo projeto, Serginaldo Palmeira.

O secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Márcio Kuhn, explicou aos visitantes que além de adquirir as mudas com valor subsidiado pela Prefeitura Municipal, os produtores cadastrados no programa também contam com assistência técnica especializada, análise de solo e patrulha mecanizada para a construção de tanques de irrigação. Somente nos últimos dois anos, foram construídos 140 tanques de irrigação.

Ao conhecer o projeto, o extensionista Bruno Casavecchia destacou que sentiu orgulho ao conferir de perto a produção de frutas em larga escala e saber que o Frutifica está instalado em terras mato-grossenses. “Queremos levar o exemplo para São José do Rio Claro e ampliar o olhar em relação à agricultura familiar”, disse. Casavecchia e a comitiva também agradeceram ao secretário Márcio Kuhn, prefeito, equipe técnica e agricultores sorrisenses pela acolhida, “todos nos receberam de coração aberto para falar do projeto”, enfatizou.

Atualmente, o programa presta auxílio a produtores do Assentamento Jonas Pinheiro, Projeto Casulo, Cinturão Verde e do Distrito de Boa Esperança que cultivam banana, manga, goiaba, coco, acerola, pinha, romã, mamão, maracujá e uva, comercializados no mercado local e regional. “Mas estamos abertos para atender qualquer produtor interessado, de pequeno, médio ou grande porte. Basta só procurar a Prefeitura Municipal, por meio da SAMA no horário das 7 horas às 13 horas”, pontuou o responsável pela SAMA, Márcio Kunh. “Além de novos cadastros para nossos agricultores, também estamos abertos a visitas de comitivas como a de São José do Rio Claro; nossa intenção é partilhar conhecimentos e auxiliar outras comunidades interessadas”, finalizou Kuhn.

Enquete. Participe!

Em sua opinião, quais secretários do governo Ari Lafin devem continuar na próxima gestão?
(É possível votar em mais de um)