Dois meses após ser torturada e ter o nome do ex tatuado no rosto, jovem teme a saída dele da prisão

Dois meses após ser sequestrada e ter o rosto, virilha e o peito tatuados com o nome do ex-namorado, a operadora de caixa Tayane Caldas, de 18 anos, tenta, aos poucos, retomar a vida com o máximo de normalidade possível, apesar de ainda ter o nome ‘Gabriel Coelho’ tatuado na face, ter pesadelos e medo de ele voltar a atingi-lá após sair da prisão.

O sequestro da jovem ocorreu no dia 21 de maio, na cidade de Taubaté, interior de São Paulo, no momento em que ela saía de casa para trabalhar. De acordo com a mãe da vítima, Déborah Velloso, Gabriel está preso, mas a audiência ainda não ocorreu. O medo da família, agora, é que ele saia e tente atacá-los novamente.

Débora conta que tem seis filhos e acredita que o acusado pela agressão esteja mais revoltado com ela do que com a filha. Isso porque foi a mãe quem foi à delegacia denunciar o desaparecimento de Tayane e incentivou que ela terminasse com Gabriel a todo momento.

“Precisamos sair da casa em que estamos, quero um lugar mais seguro, pois não sabemos quanto tempo ele vai permanecer preso ou se vai continuar após a audiência”, disse.

Após o ocorrido, a jovem, que foi também agredida e amarrada, precisou passar por tratamento psicológico. “Eu olhava no espelho e, desde que ele fez essa tatuagem, eu só conseguia chorar”, relatou Tayane. Para a mãe, além de tê-la marcado fisicamente, o homem “fez uma marca enorme na alma dela”.

A operadora de caixa tenta retomar a vida e está fazendo um tratamento para a remoção das tatuagens. Os traumas, porém, cercam a jovem. Ela não sai mais de ônibus para ir trabalhar, e a empresa disponibilizou um serviço de táxi para levá-la. Além disso, os reflexos do crime também atingiram os irmãos mais novos. Segundo a mãe, a outra filha, de 16 anos, não vai mais sozinha para escola ou padaria e sempre tem medo de ser atingida pelo que ocorreu com a irmã.

“Nós estamos tentando nos reerguer psicológicamente. Todo mundo, de alguma forma, acabou sendo afetado aqui, sentimos medo pela Tayane e por nós mesmos”, desabafou Déborah. Agora, com todas as dificuldades, a família pretende se mudar o quanto antes e viver um novo capítulo na vida, “o mais longe possível de Gabriel”.

Sessões para a retirada da tatuagem
Uma clínica de estética, também localizada em Taubaté, iniciou o procedimento com laser para a retirada das tatuagens de Tayane no dia 26 de maio. Entretanto, as sessões para que as marcas saiam completamente devem durar mais de um ano. Enquanto isso, quando precisa sair, Tayane usa maquiagem para tentar esconder o nome de Gabriel Coelho no rosto.

A dona da clínica explicou que o pigmento não sai na hora, então em cada sessão o objetivo é que a tatuagem fique cada vez mais fraca, até que, enfim, desapareça. “É um tratamento e vai demorar um tempo, mas só de darmos o primeiro passo já é um alívio para ela”, disse a esteticista Cinthia Diaz. O intervalo de cada sessão é de 30 a 40 dias.

Relembre o caso
A operadora de caixa havia saído de casa para ir trabalhar e, quando estava no ponto de ônibus, foi abordada pelo ex-namorado, Gabriel Coelho. Tayane conta que Gabriel a obrigou a entrar no carro e a levou até um cativeiro.

Ela relata que foi amarrada, agredida, tatuada contra a vontade e ficou o tempo todo sob ameaça de que ele mataria os pais e o avô. “Quando ele terminou de tatuar, disse que era para eu me olhar no espelho e simplesmente falou que eu estava gata”, contou a vítima em entrevista à Record TV.

Gabriel e Tayane namoraram por três anos. Segundo a mãe dela, no começo ele se mostrou carinhoso e responsável, mas depois revelou ser ciumento e possessivo.

A jovem tentou terminar o namoro por diversas vezes, mas sempre era ameaçada. Antes do ocorrido, Tayane tentou pôr um fim de vez na relação e ficou meses sem contato com o acusado. Ela chegou, inclusive, a abrir um boletim de ocorrência contra ele.

Após o ocorrido, Gabriel foi preso preventivamente por descumprir duas medidas protetivas que o proibiam de ter contado com ela. Agora, ele aguarda a audiência.

 

 

 

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

assets-fotos-293-217908

Morre em São Paulo, aos 84 anos, o ator, escritor, humorista e apresentador Jô Soares

jessica-ballock-e-bebe-de-3-meses-mortos-em-sc-25072022193131453

Duplo assassinato: ‘Não existe perdão para isso’, diz homem que matou o filho e a mulher em SC

adelio-bispo-06092018171118521

Adélio, que esfaqueou Bolsonaro, passa por perícia e pode ser solto

84iz7s50ry_5zkqp5y6mb_file

Morre Jorgina de Freitas, conhecida como a maior fraudadora do INSS

GAECO-Mato-Grosso-policiais-8-maio-2021assessoria-900x556

GAECO faz operações em Sinop, Alta Floresta, Cuiabá e SC; 5 prisões por crimes ambientais e 20 buscas

sede-caixa-20072022084343758

Diretor da Caixa Econômica é encontrado morto na sede do banco, em Brasília; fazia parte da corregedoria