Empresário fundador do time do Cuiabá morre vítima de câncer

Empresário e fundador do time do Cuiabá, Manoel Dresch, morreu neste domingo (12) vítima de câncer. Óbito foi confirmado por um familiar e ainda não há informações sobre velório e enterro.

Dresch estava em tratamento contra o câncer no cérebro há alguns meses e não resistiu.

Ele era irmão de Aron Dresch, presidente da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), e pai do presidente e vice-presidente do Cuiabá Esporte Clube, Alessandro e Cristiano Dresch.

Do Paraná, o empresário chegou a Várzea Grande ainda na década de 1980, onde criou a Drebor Borrachas. Consolidada no estado, a família passou a se engajar no esporte.

Conforme nota divulgada pela federação, Manoel sempre foi um grande incentivador do esporte no estado. Em 2003, iniciou o patrocínio no Cuiabá Esporte Clube. Em 2009, ele é os familiares adquiriram o clube, e desde então contribuiu decisivamente com o crescimento do clube e do futebol mato-grossense.

Visionário, seu Manoel como era conhecido apostou tudo no sucesso e ascensão do ‘Dourado’, que engatou vários acessos até chegar ao topo do cenário nacional. Saiu da Série B do Mato-grossense, subindo em 2010, ano em que conquistou a extinta Copa Mato Grosso e ano seguinte subiu da Série D, para a C e em 2018 obteve o acesso à Série B e em 2019 o apogeu, chegando à Primeira Divisão do nacional.

“A FMF manifesta solidariedade aos familiares e amigos nesse momento de profunda dor”, diz trecho do comunicado.

Veja também

Sorriso inicia o calendário esportivo de 2024 com o tradicional Festival da Praça da Juventude

Polícia Militar reúne mais de cinco mil competidores na 8ª Corrida do Bope

“Considero o fim da ‘saidinha’ um avanço legislativo, mas precisamos de muito mais”, afirmou a primeira-dama de MT, Virginia Mendes.

Falando de pré-candidatura vereador Damiani diz que prioridade tem que ser Sorriso

Governador destaca competência dos novos desembargadores e acredita que prestação de serviços na Justiça será ampliada

Políticos de Mato Grosso confirmam presença em ato convocado por Bolsonaro em São Paulo