(66) 3544-2595

Telefone

(66) 99634-6964

WHATSAPP

Engenheira civil injeta substância tóxica e morre em hospital de MT

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A engenheira civil Leticia Spoladore Catão, 27 anos, morreu na manhã de quinta-feira (3), no hospital e maternidade Santa Helena, em Cuiabá. A suspeita da Polícia Civil é de que ela tenha atentado contra a própria vida.

A equipe médica informou que a engenheira foi levada ao hospital por familiares. Na unidade de saúde, os médicos constaram que Leticia havia injetado substância tóxica por via intravenosa, ou seja, injeção por agulha.

A engenheira não resistiu e morreu por volta das 07h15 da manhã. O corpo foi liberado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

À Polícia Civil, familiares informaram que a engenheira fazia uso de medicamentos controlados por estar em tratamento de depressão. Os parentes disseram que ela já havia tentado tirar a própria vida outras vezes.

O corpo de Leticia foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser realizado exame de necropsia.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

Leticia está sendo velada em Cuiabá e deverá ser enterrada às 14 horas desta sexta-feira.

CVV ajuda

A prevenção a casos de suicídio pode ser feita em apenas uma ligação. O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza este trabalho de forma voluntária e gratuita.

Além do sigilo total, pode ser feita por diversos por telefone, e-mail, chat e Skype 24 horas todos os dias. O telefone de contato são 188 ou 141 (de acordo com a região), pessoalmente (nos 85 postos de atendimento) ou pelo www.cvv.org.br via chat, Skype, e-mail ou carta.