Enteado mata padrasto com facada no peito e foge de casa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

Pedro Nonato de Azevedo, 46, foi morto com golpes de faca na tarde de sábado (19), na área da sua casa, no bairro Cidade Alta, em Matupá (695 km ao Norte de Cuiabá). O autor do crime é seu enteado, homem de 28 anos, que está foragido.

De acordo com as informações, Polícia Militar foi acionada por volta das 15h por testemunhas, que informaram que a vítima estava ferida por golpes de arma branca. Equipe do Hospital Municipal foi avisada e se deslocou até a casa da vítima.

Quando as equipes chegaram, encontraram a vítima caída na porta de entrada da casa, na área. Porém, Pedro já não tinha mais sinais vitais e a morte foi confirmada ainda no local.

Esposa dele contou que estava deitada na rede do lado de fora quando viu ele saindo com a mão na barriga. Depois ele já caiu no chão e nada mais falou.

Enquanto a polícia estava no local, uma testemunha chegou dizendo que o filho da mulher, enteado da vítima, pediu carona até uma avenida da cidade e fugiu por dentro de uma plantação de milho.

Ele contou que tinha dado uma facada no padrasto e preocupada, a mulher voltou à casa da família para ajudar o homem. Foi aí que ela descobriu que ele já estava morto. Polícia fez rondas atrás do suspeito, mas ele não foi encontrado. Caso é investigado.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

6cefc52d-f7c0-49a9-8bee-c15f2ecad360

PRF apreende cocaína e armas em MT

policiais-1b

Dois policiais rodoviários são mortos a tiros na BR-116, em Fortaleza

preso-capa-870x570

Homem é preso por estuprar a filha e duas sobrinhas em MT

gcco-campo-vermelho-1

Pastor suspeito de estuprar fiéis em supostos ritos religiosos na igreja é preso em MT

1f534128-23a0-484d-8d8f-dc77404c4420

Sorriso: homem é preso suspeito de falsidade ideológica; flagrante foi no CRS

6b7a22a411992d5e32248211970621ca

Grupo espanca e ameaça matar atendentes do Subway em Sinop