Escritório Social será inaugurado em Sorriso visando promover inclusão social de egressos do sistema prisional

Nesta quarta-feira, 6 de março, às 9h, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), por meio do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e Socioeducativo (GMF/MT), realizará a inauguração da oitava unidade do Escritório Social (ES) na Comarca de Sorriso.

O Escritório Social é um espaço de gestão compartilhada entre os Poderes Judiciário e Executivo, dedicado ao acolhimento e encaminhamentos de pessoas egressas do sistema prisional e seus familiares para as políticas públicas existentes. Sua atuação visa articular políticas intersetoriais e interinstitucionais de inclusão social, envolvendo diversas iniciativas de políticas públicas estaduais e municipais, sistemas e atores da sociedade civil.

O Termo de Adesão para a implantação do Escritório Social na Comarca de Sorriso foi formalizado em 16 de fevereiro de 2023, com a participação do Município, representado pelo Prefeito Municipal, Ari Lafin, em conjunto com o GMF – Grupo e Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e Socioeducativo.

A solenidade de inauguração ocorrerá na própria unidade localizada na Rua dos Estados, 350, Centro Sul. Diversas autoridades estaduais e municipais foram convidadas, incluindo o desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, e o juiz Rafael Depra Panichela, da 1ª Vara Criminal de Sorriso. Eles, juntamente com a primeira-dama e secretária de Assistência Social, Jucélia Ferro, são responsáveis pelo escritório.

A coordenadora do Escritório Social, Milana Silvia Higino Mendes, destacou que o trabalho será desenvolvido a partir de um diagnóstico social, buscando atender às demandas levantadas e fornecer suporte para as famílias e os egressos do sistema prisional. Atualmente, a equipe conta com quatro colaboradores, abrangendo funções de coordenação, administração, serviços gerais e vigilância. Além disso, equipes técnicas, uma cedida pelo TJMT e outra pelo Município, estão em processo de contratação.

Jucélia Ferro, secretária de Assistência Social, ressalta que no Escritório Social, os reeducandos encontrarão acolhimento, encaminhamento para qualificação profissional e inserção no mercado de trabalho, emissão de 2ª via de documentos pessoais, acesso a serviços de saúde, habitação e educação, além de acompanhamento familiar. “O ES é um instrumento público de gestão compartilhada entre o Poder Judiciário, Poder Executivo e Grupo de Monitoramento”, frisou. A iniciativa representa mais um passo significativo na busca pela reinserção social e promoção da cidadania para aqueles que cumpriram suas penas.

Veja também

Delegada Jessica Assis fala sobre a Campanha Maio Laranja de combate ao abuso e à exploração sexual infantil

Corpo de bombeiros captura cobra cascavel em empresa de Sorriso

Manifestação na Agência da Caixa Econômica Federal de Sorriso chama atenção para falta de pessoal

Inscrições abertas para cursos profissionalizantes gratuitos em Sorriso

Entrevista na Sorriso FM destaca a Campanha Maio Furta Cor pela Saúde Mental Materna

Secretário de Obras de Sorriso esclarece situação na Avenida Natalino João Brescansin