Saúde

Estelionatário se diz médico e tenta aplicar golpe em família de paciente internado com Covid-19 em MT

Por: G1 Publicado em 24/07/2020

Um estelionatário que se passava por médico de um hospital particular de Cuiabá tentou aplicar um golpe na família de um idoso internado com Covid-19. O criminoso ligou, nesta sexta-feira (24), para a mulher de Milton José de Almeida, de 63 anos, e pediu que depositasse R$ 5,9 mil para cobrir os custos do tratamento.

Milton tem leucemia e, nesta semana, foi diagnosticado com o novo coronavírus. Ele está internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital privado da capital. Os custos, segundo a família, estão sendo cobertos pelo plano de saúde.

O filho do idoso, Renan Pinheiro de Almeida, contou ao G1 que a madrasta ligou para ele chorando informando sobre a ligação que havia recebido.

“Falaram para ela que meu pai precisava fazer uns exames, que não dava para esperar o plano liberar e deveríamos depositar o dinheiro. Ela passou meu telefone para o homem e ele me ligou”, contou.

Segundo Renan, o estelionatário informou que era médico de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, e que havia sido transferido para a capital para cuidar do tratamento de Milton.

“Fique desconfiado, mas, no calor do momento, no estado que ele está, a gente quase caiu no golpe. Procuramos entrar em contato com o médico do meu pai para ele explicar melhor e o secretário dele disse que não havia nenhum custo adicional e que isso era um golpe”, relatou

Renan afirmou que, enquanto a família tentava buscar explicações e conseguir o dinheiro, o criminoso ficava ligando a cada cinco minutos pedindo que o valor fosse depositado o mais rápido possível.

“Eu disse que entregaria pessoalmente, mas ele falou que não precisava, que poderia ser por depósito. Quando descobri que era golpe, acabei xingando ele por telefone e desliguei”, disse.

Ao procurar o hospital, a família foi informada que outros acompanhantes de pacientes internados também receberam ligações de estelionatários pedindo dinheiro.

Em nota comunicado, a unidade de saúde informou não divulga informações de pacientes por telefone e que qualquer contato pedindo dinheiro é golpe.

Renan disse que já registrou um boletim de ocorrência para que a polícia tente identificar o criminoso.

O estado de saúde de Milton é estável e ele continua internado no hospital.

Enquete. Participe!

O que você pensa sobre o fato de cada secretaria da Administração Municipal contar com um subsecretário?