Geller pede para adiar eleições municipais

Por: A Gazeta Publicado em 02/04/2020
O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller, fala sobre a assinatura do acordo com os Estados Unidos que pôs fim ao contencioso do algodão (Wilson Dias/Agência Brasil) - Assuntos: ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller, assinatura do acordo, Estados Unidos, contencioso do algodão, Agência Brasil

O presidente estadual do Progressistas, deputado federal Neri Geller, encaminhou ao presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), uma indicação pedindo adiamento das eleições municipais de 2020. No documento ele requer que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) faça mudança devido a crise nacional em virtude da pandemia ocasionada pelo coronavírus.

Pelo trâmite regimental, só Maia pode encaminhar o pedido ao TSE. “No último mês, os poderes da República têm sido chamados a controlar uma crise nunca antes experimentada pelo Brasil nos tempos modernos, desafiando técnicos do Executivo, autoridades judicantes e os próprios legisladores na busca pelas melhores soluções para o povo brasileiro”, diz o parlamentar em sua justificativa.

Na mesma linha, o presidente nacional do partido Ciro Nogueira, acionou o STF para suspender por 30 dias os prazos de desincompatibilização e de filiação partidária. A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) pede a manutenção dos prazos, cujo dia final é 4 de abril, dificultaria os partidos a se prepararem para as eleições municipais deste ano.

A ADI impetrada pela cúpula nacional do partido não defende o adiamento das eleições que devem ocorrer em outubro deste ano. Porém, nos bastidores é de conhecimento de todos que há um movimento municipalista dentro do Congresso para a unificação das eleições. Com isso, o pleito municipal ocorreria junto do geral, em 2022.

O próprio deputado em sua justificativa pede a postergação do pleito. “Não bastasse as dificuldades inerentes ao cenário de pandemia, é inequívoco que atravessamos um momento de acirramento político-ideológico agravado pelo ano eleitoral que nos encontramos. Nesse sentido apresentamos com a presente indicação a sugestão de alteração do calendário para a postergação dos pleitos municipais”, justifica Geller.

Enquete. Participe!

Em sua opinião, o município de Sorriso deveria montar leitos de UTI?