Governador de Mato Grosso estuda novo empréstimo de R$ 1 bilhão para acelerar duplicação da BR-163

O governador Mauro Mendes, do partido União, está preparando um pedido de autorização à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) para obter um novo empréstimo de R$ 1 bilhão. O objetivo é acelerar as obras de duplicação da BR-163, por meio da concessionária Nova Rota, controlada pelo MT PAR.

A solicitação encontra-se em fase de estudo pela equipe econômica do Estado e será definida após o recesso parlamentar, que encerra em agosto e marca o retorno das atividades legislativas.

O principal objetivo do empréstimo é agilizar as obras e buscar a conclusão da duplicação ainda durante o mandato do governador, que se encerra em 2026. O governo também está considerando outra alternativa, que seria o aporte direto de recursos pelo Estado ao MT PAR. Nesse caso, o governo teria a possibilidade de recuperar o investimento por meio de pedágios ou pela venda futura da concessionária.

Cidinho Santos (PP), presidente do conselho fiscal e administrativo da concessionária Nova Rota (antiga Rota do Oeste), afirma que o pedido de empréstimo está sendo avaliado devido aos altos juros. “Hoje, a taxa de juros está muito alta, e estamos aguardando ainda a reforma tributária. Portanto, o governador está analisando com sua equipe se vale a pena solicitar o empréstimo neste momento”, afirmou. “Existe também a possibilidade de o próprio Estado aportar esses recursos e adiar o empréstimo para um momento mais próximo da conclusão das obras”, completou.

Cidinho destaca que o empréstimo poderia ser solicitado ao Banco Mundial ou ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “A própria Nova Rota pode fazer esse pedido de empréstimo. Então, vamos avaliar. Acredito que até agosto já tenhamos uma resposta”.

No entanto, a possibilidade de um novo pedido de empréstimo pelo governo do Estado deve gerar polêmica na Assembleia Legislativa. Recentemente, o governo obteve autorização para um empréstimo de US$ 180 milhões (equivalente a cerca de R$ 876 milhões) para investimentos em educação e agricultura familiar. Esse pedido levou os deputados a convocarem o secretário de Estado de Fazenda (Sefaz) para prestar esclarecimentos, uma vez que o pagamento do empréstimo será realizado ao longo de 25 anos, ou seja, em outras sete futuras gestões.

O governo do Estado assumiu o controle da Nova Rota em maio e já aportou R$ 1,6 bilhão na concessionária para impulsionar as obras de duplicação da BR-163.

Veja também

Sorriso: veículos colidem em cruzamento movimentado na região central da cidade

Associação dos Feirantes Rota do Sol anuncia a 1ª Feira de Veículos Usados e Seminovos em Sorriso

Sorte bate à porta de apostadores de Sorriso e Aripuanã na Mega-Sena

Sorriso inicia o calendário esportivo de 2024 com o tradicional Festival da Praça da Juventude

Exposição “Feminiliart – Mulheres em tela” celebrará o Mês Internacional da Mulher

Sorriso: três motocicletas são removidas e dois conduzidos por direção perigosa no Distrito de Primavera