Governador Mauro Mendes assinará ordem de serviço para iniciar a duplicação da BR-163 em Mutum

No próximo dia 26, o governador Mauro Mendes assinará a ordem de serviço para dar início à duplicação da BR-163, a primeira grande obra a ser realizada pela Nova Rota Oeste, agora sob a gestão da MT Par, empresa do governo. O primeiro trecho, com 80 quilômetros de extensão entre Nova Mutum e o posto Gil, tem previsão de entrega de pelo menos 30 quilômetros ainda este ano.

A confirmação da ordem de serviço foi feita pelo Palácio Paiaguás ao prefeito de Nova Mutum, Leandro Félix, que, juntamente com outros prefeitos da região, vinha cobrando providências nos últimos anos para retomada das obras.

A troca do controle acionário da Concessionária Rota do Oeste (CRO), que passou para a MT PAR, uma empresa de capital misto do estado de Mato Grosso, ocorreu cerca de um mês atrás. De acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a medida já está trazendo resultados visíveis na reestruturação da BR-163, por meio de ações de recuperação asfáltica e reciclagem estrutural, incluindo a renovação da sinalização de segurança em toda a rodovia.

Na semana passada, uma equipe técnica esteve no local e pôde observar as melhorias que estavam sendo realizadas na rodovia, que possui grande relevância para o escoamento da produção de grãos do país. Segundo a agência, várias frentes de obras já estão em operação em diversos trechos da rodovia. Serão recuperados 442 quilômetros em até um ano.

A ANTT destaca que, para minimizar os gargalos na região, o objetivo é que a concessionária entregue a duplicação de 36 quilômetros ainda este ano e 442 quilômetros até o final do projeto. Entre as melhorias previstas, estão a implantação de oito passarelas e aproximadamente seis estruturas do sistema de atendimento ao usuário.

O investimento previsto no projeto é de R$ 1,6 bilhão e será implementado em sete anos, incluindo a construção de 26 quilômetros de vias marginais, a instalação de 450 câmeras de segurança CFTV e 850 quilômetros de fibra óptica. A ANTT informou que o cronograma da MT PAR está adiantado e a empresa espera entregar todas as obras o mais rápido possível.

No início de 2022, o Governo de Mato Grosso apresentou a proposta de assumir a rodovia para garantir a execução dos investimentos. A implementação da iniciativa teve início em outubro, após aprovação da ANTT e do Tribunal de Contas da União (TCU). Na época, a Agência e a Rota do Oeste assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para dar início ao processo.

A troca do controle acionário da concessionária envolveu a compra da concessão por R$ 1 e a quitação de parte das dívidas contraídas pela empresa, no valor de R$ 920 milhões. Após negociação com os bancos credores, o Governo de Mato Grosso acordou o pagamento de R$ 450 milhões.

Veja também

Aparelho de som é apreendido e duas são detidas após perturbação do sossego e injúria racial

Rotam prende homem com espingarda após ele ameaçar comunidade

Usuário e traficante são detidos pela Rotam em Sorriso

Homem é baleado no Jardim Carolina e é socorrido ao Hospital Regional de Sorriso

Sorriso: corpo de homem carbonizado é encontrado dentro de veículo

Ex-padrasto de vítima de estupro é preso após ameaçar mãe da criança para não denunciar crime