Harry e Meghan renunciam a funções de alto escalão da família real britânica

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

LONDRES – O príncipe Harry e sua mulher, Meghan Markle, duquesa de Sussex, anunciaram nesta quarta-feira, 8, que abandonarão suas funções de alto escalão como membros da família real britânica para passar mais tempo nos EUA.  Assim, eles abrem mão dos privilégios da família real  para buscar a independência financeira do casal. 

“Temos a intenção de nos retirarmos como membros de primeiro escalão da família real e trabalhar para adquirir independência financeira, sem deixar de apoiar plenamente à sua majestade, a rainha (Elizabeth II)”, afirmou o comunicado do Palácio de Buckingham

“Depois de muitos meses de reflexão e discussões internas, decidimos iniciar uma transição este ano e começar a trabalharmos progressivamente em um novo papel dentro dessa instituição. A partir de agora queremos equilibrar nosso tempo entre o Reino Unido e os EUA.” 

A família real britânicia teve um 2019 turbulento. Harry e Meghan passaram o Natal no Canadá após se queixarem publicamente da excessiva pressão dos meios de comunicação. O casal e o filho recém-nascido Archie passaram as festas de fim de ano com a mãe de Meghan, Doria Ragland.

Na terça-feira, o casal visitou a instituição diplomática Casa do Canadá, em Londres, para agradecer pela hospitalidade que recebeu durante as festas de fim de ano no país. Foi a primeira aparição pública dos dois em 2020, depois de fazerem uma pausa de seis semanas no Canadá. / AFP e Ansa