Homem armado invade Câmara em MT e ameaça matar vereador

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

Um homem armado invadiu o plenário da Câmara Municipal de Reserva do Cabaçal (a 395 quilômetros de Cuiabá) e ameaçou matar o vereador Douglas da Silva (Republicanos), de 37 anos. O caso aconteceu na noite de segunda-feira (7).

Testemunhas registraram parte da confusão, que terminou com o invasor sendo desarmado, além de danos materiais no prédio público.

Nas filmagens é possível ver o invasor em pé segurando o vereador que está sentando. Os dois discutem e o parlamentar questiona: “O que eu fiz para você?”. Não é possível entender com exatidão o teor do restante da conversa.

Na sequência, o homem saca a arma do tipo garrucha (artesanal) e, para se defender, o vereador tenta desarmá-lo. Os dois então começam a lutar e acabam quebrando o púlpito de vidro (bancada) do plenário.

Algumas pessoas saem correndo quando o embate começa. Outras se aproximam para, aparentemente, conter a briga.

Diego consegue desarmar o invasor e passa a arma para outra pessoa.

 

O boletim de ocorrência

 

A Polícia Militar foi acionada por outro vereador que estava fora do plenário no momento da briga, por volta das 19h40.

O parlamentar estava em outra sala e ouviu uma discussão e alguns barulhos. Quando entrou no plenário viu o púlpito de vidro já quebrado e as pessoas comentando que um homem armado estava no local tentando contra a vida de uma pessoa.

Pouco depois o vereador Douglas também entrou em contato com a Polícia Militar para registrar a tentativa de homicídio que acabara de sofrer.

Na Câmara Municipal uma das testemunhas entregou à Polícia a arma artesanal que estava com o invasor.

Segundo o relato, as imagens entregues pela vítima, que foram registradas por quem estava presente no local, mostram o início do desentendimento.

“A vítima ao tentar defender-se do suspeito retirando o objeto que ele acreditava ser arma de fogo, ambos entraram em luta corporal”, diz trecho do documento.

Diego afirmou ter saído da Câmara por não se sentir seguro no local.

Segundo o registro, Diego afirmou ter ouvido os gritos do sobrinho do invasor – possivelmente o homem que aparece nas filmagens perto dos dois durante a discussão – dizendo: “Foi o tio Nenza quem mandou, não faz isso não, não faz isso não”.

O documento não revela a motivação da discussão.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

6cefc52d-f7c0-49a9-8bee-c15f2ecad360

PRF apreende cocaína e armas em MT

policiais-1b

Dois policiais rodoviários são mortos a tiros na BR-116, em Fortaleza

preso-capa-870x570

Homem é preso por estuprar a filha e duas sobrinhas em MT

gcco-campo-vermelho-1

Pastor suspeito de estuprar fiéis em supostos ritos religiosos na igreja é preso em MT

1f534128-23a0-484d-8d8f-dc77404c4420

Sorriso: homem é preso suspeito de falsidade ideológica; flagrante foi no CRS

6b7a22a411992d5e32248211970621ca

Grupo espanca e ameaça matar atendentes do Subway em Sinop