Educação

IFMT prepara edital para ofertar vagas para uma turma de Técnico em Agropecuária no município de Cláudia

Por: Assessoria de Comunicação IFMT Publicado em 18/06/2020

O município de Cláudia deverá ter a primeira turma de curso técnico regular do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) Campus Sorriso ofertada fora da sede da unidade de ensino federal. A iniciativa irá disponibilizar 40 vagas para o curso técnico em Agropecuária, e é objeto de um convênio firmado no começo do mês entre a Prefeitura de Cláudia, o IFMT e a Fundação Uniselva. O curso, voltado a estudantes que já concluíram o Ensino Médio, será ministrado presencialmente por professores do IFMT às sextas-feiras e sábados, mas em decorrência da pandemia ainda não tem data definida para o início das aulas.

Na manhã desta quinta-feira (18), representantes das instituições envolvidas participaram de uma videoconferência para pontuar as próximas ações que antecedem o início das aulas da turma, entre elas a publicação do edital com a oferta de vagas, prevista para os próximos dias, e que deve utilizar como critério de classificação a média obtida pelos candidatos nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matémática ao longo do Ensino Médio por meio da análise das notas disponíveis no histórico escolar ou em provas utilizadas como referência para a certificação da conclusão do Ensino Médio, como o Provão, Enem ou Encceja. O IFMT é uma escola pública, e tanto o processo de seleção quanto o curso em si serão ofertados gratitamente.

“Nós estamos muito felizes. Agradecemos todo o apoio recebido pelo prefeito para que nós, enquanto Secretaria Municipal de Educação, conseguirmos pensar além da educação básica. Já temos ações voltadas à educação superior e, agora, à formação técnica”, comemora a secretária municipal de Educação e Cultura, Claudevania Barbon Anderle. Além de disponibilizar a Escola Municipal Daniel Tittol para sediar as aulas, a pasta comandada por ela vai ajudar na divulgação do edital junto à comunidade.

Para o reitor do IFMT, prof. Willian Silva de Paula, a soma de esforços encontrada nessa iniciativa é essencial para otimizar a atuação do poder público. “A parceria é o melhor caminho para a sociedade. Juntos conseguimos desenvolver mais ações”, destacou. Na videoconferência, o reitor também informou os participantes sobre a publicação no diário oficial, na data de ontem, da Portaria nº 193/2020 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que trata sobre o Programa de Residência Profissional Agrícola, e que pode fazer com que o curso que está em implantação traga ainda mais benefícios à comunidade de Cláudia.

O anúncio da portaria reforça expectativa que a abertura do curso dá à comunidade de que esse pode ser o pontapé inicial para uma nova era de avanços para o município, cuja vocação econômica tem um forte vínculo com a produção agropecuária. “Estar aqui é um primeiro passo. Dependendo das nossas condições, faremos de tudo para melhorar esse relacionamento”, afirmou o prefeito Altamir Kürten, que busca a implantação do curso desde 2017 junto ao Instituto e que reconhece a importância do IFMT como “uma instituição para futuros profissionais terem acesso à qualificação de forma mais simplificada, mais prática, mais acessível”.

O diretor geral do IFMT Campus Sorriso, prof. Claudir von Dentz, destacou a importância do papel da Uniselva – fundação de apoio para ações do IFMT e da Universidade Federal de Mato Grosso – para dar mais agilidade à abertura do curso tão esperado pela comunidade de Cláudia. “Por vezes nós temos dificuldades em fazer no tempo que queremos, mas, no final das contas, precisamos encontrar o melhor caminho para contribuir com o desenvolvimento socioeconômico dos municípios da região. Essa também é nossa missão”, comenta von Dentz.

Durante a videoconferência, o diretor geral da Fundação Uniselva, Cristiano Maciel, lembrou aos participantes alguns dos projetos desenvolvidos pelo IFMT com apoio da Fundação, e agradeceu o empenho de todos os envolvidos na construção do convênio. Para ele, aumentar o alcance da instituição em municípios do interior do estado é um marco imortante. “Minha visão é da importância do aperfeiçoamento… Fico muito feliz de termos chegado a Sorriso e, agora, a Cláudia”, comenta Maciel.

Enquete. Participe!

Em sua opinião, o município de Sorriso deveria montar leitos de UTI?