Indea identifica dois casos de raiva bovina em MT

O Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) identificou dois casos de raiva bovina, em propriedades rurais em Tangará da Serra (MT). Uma delas fica perto da cidade, no sentido Campo Novo do Parecis, e a outra no limite com Santo Afonso, próximo ao Assentamneto Ariranha.

O Indea pede aos criadores que não toquem em animais com a suspeita da doença para evitar a contaminação.

O órgão pede também que os proprietários rurais localizados em um raio de 10 km dessas propriedade que procurem o Indea para receber informações, sobre o procedimento a ser tomado, como por exemplo: a vacinação do rebanho.

É importante que o produtor observe diariamente, pela manhã, se os animais apresentam mordedura. Caso tenham sinais de modedura, informar ao Indea e solicitar o controle dos morcegos. O atendimento é gratuito. A captura do Desmodus rotundus é extremamente importante para o controle da raiva, pois evita a transmissão do vírus rábico em outras colônias de morcegos e o aparecimento da doença em novas regiões.

A raiva dos herbívoros é uma doença causada por um vírus da família Rhabdoviridae, gênero Lyssavirus, sempre fatal. Acomete todos os mamíferos domésticos e silvestres. É uma zoonose, portanto, pode acometer o homem. O principal transmissor da raiva é o morcego hematófago (vampiro). O morcego doente elimina o vírus pela saliva quando se alimenta do sangue dos animais.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

thumb__600_0_0_0_auto - 2022-07-01T162320.689

Prefeitura disponibiliza brigadistas para auxiliar no combate a incêndios

F7F0B730-77D6-49FD-9924-612933594F7D

Período proibitivo do fogo começa nesta sexta-feira em Mato Grosso

Combate aos incêndios no Pantanal, em Poconé

Período proibitivo do fogo em Mato Grosso começa nesta sexta-feira (1º)

berte incendio

Sorriso: equipe do Corpo de Bombeiros combate incêndio em estacionamento de supermercado

proibitivo

Período proibitivo do fogo começa em 1º de julho em MT

Operação-contra-extraçao-madeira-ilegal-Polícia-Federal-e-Ibama-Aripuanã-4-junho-2022-assessoria-990x556

PF interrompe atividades de 15 caminhões com madeira ilegal em operação em Mato Grosso