Inmet alerta para risco de chuvas intensas em Mato Grosso nesta quinta-feira (22)

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu, nesta quarta-feira (21), um alerta de perigo devido às chuvas intensas que estão afetando o estado de Mato Grosso. Segundo informações da instituição, as chuvas podem persistir até quinta-feira (22), às 10h, e podem atingir valores acima da média, com acumulados de até 100 milímetros.

Além das intensas precipitações, o Inmet alerta para a ocorrência de ventos com velocidades entre 60 a 100 km/h. Diante desse cenário, a população deve estar atenta aos riscos associados, incluindo cortes de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

Guilherme Alves, meteorologista da Climatempo, reforça o alerta, destacando que fortes chuvas são comuns nesta época do ano em Mato Grosso. “Amplas regiões do estado têm enfrentado fortes temporais, uma característica típica do verão brasileiro, com muita umidade combinada com calor, favorecendo a formação das nuvens Cumulonimbus”, explicou Alves.

Autoridades locais também emitiram orientações à população para minimizar os riscos associados às chuvas intensas e ventos fortes. Algumas das recomendações incluem evitar o uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada, não se abrigar debaixo de árvores durante rajadas de vento, evitar estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda, e, em situações de perigo iminente, manter a calma e evitar deslocamentos em meio a enxurradas.

A população está sendo aconselhada a acompanhar os comunicados das autoridades locais e a se manter informada sobre possíveis atualizações nas condições meteorológicas.

Veja também

Armazém de grãos é consumido pelo fogo durante madrugada em Sorriso

Defesa do Capitão Bombeiro Daniel Alves contesta acusações do Ministério Público do Mato Grosso

Operação da Polícia Civil fiscaliza propriedades rurais em Feliz Natal e Vera por desmate ilegal

Médico de Mato Grosso é suspenso pelo CRM-MT após envolvimento em crime

Gato-palheiro resgatado em Sorriso passa a viver em zoológico de SP para reprodução da espécie

SEMA alerta que CAR será suspenso caso não haja resposta dos produtores