Economia

Intercooperação beneficia mais de 1,2 mil pessoas em Sorriso

Por: Assessoria de Comunicação Publicado em 12/06/2020

Iniciativa que integra as ações do Dia de Cooperar contou com o apoio do Sicredi

Uma ação de intercooperação beneficiou mais de 1,2 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social em Sorriso. No último sábado, dia 6 de junho, cerca de 250 famílias de oito comunidades diferentes receberam um almoço especial, uma feijoada. O alimento foi produzido por várias mãos que se uniram com um único propósito: a solidariedade.

Uma equipe de voluntários se reuniu no Gesp e preparou a refeição e outra equipe fez a entrega nas casas das famílias. A iniciativa faz parte das ações do Dia de Cooperar, um movimento nacional de estímulo a iniciativas voluntárias diferenciadas. A ação foi liderada pela cooperativa agroindustrial, C Vale, e contou com apoio do Sicredi, do Colégio San Petrus e das Pastorais da Paróquia São Pedro Apóstolo.

Para o gerente da Agência Sorriso, Cleberson Bertol, a parceria entre cooperativas e empresas sempre foi importante, ainda mais agora em um cenário de pandemia. “Não há nada mais importante do que estimular o voluntariado e a intercooperação. Neste momento, em especial, é de suma importância a união de forças para promover ações que auxiliam as comunidades onde atuamos”.

O gerente da C Vale em Sorriso, Tiago Conte, destaca que a ideia inicial era preparar 50 kits de feijoada. Porém, com a intercooperação e parcerias, foi possível aumentar o número de pessoas beneficiadas. “Nosso propósito é despertar nas pessoas um mundo mais próspero e através do Dia de Cooperar – Dia C, conseguimos promover a intercooperação e fazer com que cerca de 250 famílias carentes do município recebessem essa ajuda. A intercooperação consegue fazer a diferença.”

Uma das integrantes da Pastorais da Igreja Católica, Ivania Stramari Barden, relata que este cenário de pandemia veio para mostrar a importância da solidariedade e da empatia. “É a gente se colocando no lugar do outro. Nós, enquanto igreja, temos essa preocupação de auxiliar as famílias que estão em situação de vulnerabilidade social. Conseguimos atender famílias cadastradas nas pastorais de oito comunidades por meio de uma parceria que trouxe resultados.”

Famílias dos bairros União, Residencial Pinheiros, Santa Maria, Jardim Carolina, São José I e II, Jardim Amazônia, Rota do Sol, Santa Clara, Jardim Alvorada e Bom Jesus foram beneficiadas com a ação.

Enquete. Participe!

Em sua opinião, o município de Sorriso deveria montar leitos de UTI?