Justiça acata denúncia e advogado vira réu por “golpes” em clientes em MT

O juízo da 4ª Vara Criminal de Sinop acatou denúncia do Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) contra o advogado M.V.B. Ele foi denunciado pelo MP por tirar vantagem de clientes ao cobrar valores acima dos honorários com a justificativa de que o dinheiro seria utilizado para pagar propina a policiais e delegados.

Na denúncia, a promotora de Justiça Roberta Cheregati Sanches relata pelo menos três episódios em que o advogado teria se aproveitado da condição dos clientes.

Em um dos casos, o advogado cobrou R$ 3 mil de honorário para liberar um cliente preso por conduzir veículo embriagado. A vítima alegou não ter o dinheiro, mas ofereceu uma moto Honda Hornet, avaliada na época em R$ 20 mil.

“Na ocasião, M.V., para buscar convencer a vítima e justificar o alto valor, alegou que parte do dinheiro também seria repassado aos policiais responsáveis do plantão para adiantarem e facilitarem sua soltura”, relatou a promotora.

Ainda segundo a promotora, em alguns casos, quando os clientes se recusavam a pagar valores destinados como “gorjeta para dar aos policiais que estariam de plantão para fazerem vistas grossas”, o advogado ligava para familiares.

Nesta terça-feira (30.11), o Sindicato dos Investigadores de Polícia do Estado de Mato Grosso (Sinpol-MT) emitiu nota de repúdio contra a conduta do advogado, alegando que M.V.B. ofendeu de forma grave a honra e a moral dos investigadores de Sinop.

O Sindicato cobrou providências da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT), para que investigue o caso.

Confira a íntegra da nota:

NOTA DE REPÚDIO

Sindicato dos Investigadores de Polícia do Estado de Mato Grosso – Sinpol-MT repudia veemente a conduta reiterada do advogado M.V.B. nas dependências da Central de Flagrantes deaPolícia Civil de Sinop-MT.

No dia 25/11/2021, após ser amplamente divulgado nos meios de comunicações que o advogado M.V.B. foi denunciado pelos crimes de ESTELIONATO e TRÁFICO DE INFLUÊNCIA contra seus clientes(vítimas), este sindicato tomou conhecimento do caso.

Verificamos que, segundo a denúncia, o advogado além de obter para si, ardilosamente, vantagem ilícita, OFENDEU DE FORMA GRAVE a honra, a moral e dignidade dos Investigadores da Polícia Civil que laboram diuturnamente na Central de Flagrantes de Sinop-MT.

Segundo informações contidas na denúncia realizada pela promotora de justiça Roberta Cheregati Sanches, o denunciado M.V.B. realizou inúmeras afirmações falsas e levianas contra os policiais civis.

Tais insinuações não se coadunam com a verdade e esperamos que o denunciado seja julgado na forma da lei, pelos crimes cometidos.

Além disso, conclamamos a Ordem dos Advogados do Brasil – OAB-MT, que cumpra seu papel e apure os atos praticados pelo advogado.

GLÁUCIO DE ABREU CASTAÑON

Presidente do SINPOL/MT

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

Lumar-de-B-990x556

LUMAR COSTA DA SILVA, que matou e arrancou o coração da tia, será transferido para hospital psiquiátrico de SP para tratamento por tempo indeterminado

Forum

Sorriso: Juiz determina que empresa Chocair devolva dinheiro de procedimento médico pago antes de ser executado

ADVOGADO SINSEMS 2

Marcos Wanderley assume assistência jurídica ao servidor supostamente envolvido na contratação de cooperados fantasmas

1c60ae0b7e2590cad0d8eb992ad13b8a

Juiz mantém prisão de garçom que matou o filho de 1 ano e 8 meses asfixiado por causa de choro

camara de sorri fachada

CPI das Liminares da Saúde realiza hoje as primeiras oitivas

CASADESTRUIDA

A Voz do Povo: família que teve casa destruída por ônibus escolar em Sorriso aguarda por justiça