Laudo da Politec descarta vazamento de provas de concurso em MT

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

O secretário de Segurança Pública de Mato Grosso, Alexandre Bustamante, disse nesta quarta-feira (2) que o Estado não cogita a possibilidade de anular o concurso que foi realizado no dia 20 de fevereiro. Mais de 100 denúncias de irregularidades feitas pelos candidatos são apuradas pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Para o secretário, o número de denúncias é pequeno em relação à quantidade de candidatos (mais de 60 mil) e disse que nenhuma delas tem provas conclusivas de falhas na segurança nos locais de prova. “Não há possibilidade de anular o concurso. A possibilidade de vazamento é zero, a Polícia Civil e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) já confirmaram isso através de um laudo, então a possibilidade de anulação é zero”, disse.

No dia 25 de fevereiro, a Politec descartou um suposto vazamento das provas na internet, um mês antes da aplicação. O deputado João Batista (PROS) entregou à Polícia Federal um pedido de investigação sobre supostas falhas que teriam sido cometidas pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), local contratado pelo estado para aplicar a prova.
O deputado João Batista (PROS) entregou à Polícia Federal um pedido de investigação sobre supostas falhas que teriam sido cometidas pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), local contratado pelo estado para aplicar a prova.

O Tribunal de Contas do Estado determinou ns última sexta-feira (25) a suspensão do concurso até o fim das investigações. Os aprovados só serão chamados após o fim das investigações.

“Todas as denúncias vão ser apuradas, vamos ver se procede ou não essas reclamações para avaliar tudo. Todas as denúncias foram enviadas para a Polícia Civil e tudo será investigado”, disse o secretário.

Irregularidades

A suspeita de fraude foi levantada após a divulgação de imagens de locais de prova e da circulação de um link do suposto vazamento do caderno de prova para o cargo de soldado da Polícia Militar.

O concurso

As provas do concurso público das forças de segurança de Mato Grosso foram realizadas no dia 20. Ao todo, 66 mil pessoas estavam inscritas.

O concurso, que foi prometido pelo estado desde 2016, foi realizado para formação de cadastro de reserva. Entretanto, o governo promete chamar 1.200 classificados ainda em 2022.

Os cargos de escrivão e investigador da Polícia Civil foram os mais procurados pelos “concurseiros”. Dos 66 mil inscritos, foram quase 34 mil somente na instituição.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

bope

Policiais militares do Bope salvam recém-nascido engasgado e desacordado na Capital

IMG-20220514-WA0033

Morre Márcio Lopes, conhecido vendedor de tapioca de Sorriso

12054528_FSZsM6ZXoA

Batman brasileiro fica sem bateria no batmóvel e pede ajuda a PRF

JMR_6807

Em 1° dia de mutirão, 3 mil beneficiárias fazem a troca do cartão do Ser Família Emergencial em Cuiabá

WhatsApp Image 2022-05-11 at 21.46.24

Balanço Positivo: PM diz que primeira noite da Exporriso foi dentro da normalidade

festa3

Exporriso 2022: organizadores esperam novo recorde de público com Zé Neto & Cristiano