(66) 3544-2595

Telefone

(66) 99634-6964

WHATSAPP

Mãe que teve parto de emergência por causa da Covid-19 segura filho pela primeira vez 46 dias após nascimento em MT

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A mãe não chegou a ver o filho, Heitor Cardoso, após o nascimento. Os dois foram encaminhados para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A jovem Bruna Luiza Cardoso, de 24 anos, que precisou passar por um parto de emergência após ser diagnosticada com a Covid-19 em Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá, segurou o filho pela primeira vez nesta semana, 46 dias após o nascimento e a internação dele.

O parto de emergência foi feito no dia 19 de março. A mãe não chegou a ver o filho, Heitor Cardoso, após o nascimento. Os dois foram encaminhados para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Após uma semana em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Bruna apresentou uma melhora significativa e teve alta. Ela saiu sob aplausos dos profissionais de saúde da unidade.

O filho segue em tratamento. Marli Cardoso, mãe de Bruna e avó de Heitor, conta que as duas estavam muito ansiosas por esse encontro.

“Ela ainda não tinha visto ele. Eu estava ansiosa para ver ela também. Foi um encontro muito lindo”, conta.

Heitor foi transferido para o Hospital Júlio Müller, em Cuiabá, logo após o parto. Ele não contraiu a Covid-19, mas está internado em uma UTI neonatal tratando de uma pneumonia.

Bruna precisou voltar para a Alta Floresta, para se recuperar e nessa quinta-feira (6), chegou em Cuiabá, para ver o filho. A mãe aguarda um leito para poder ficar com o Heitor e auxiliar na alimentação dele.

Segundo Marli, os médicos informaram que na semana que vem o bebê deve receber alta.

O parto

De acordo com a família, a jovem estava bem durante a gestação, segundo a família. No entanto, ao completar 32 semanas, contraiu o coronavírus e foi internada. Devido à gravidade do quadro, os médicos avaliaram que era preciso retirar a criança.