Médica obstetra de 40 anos morre por complicações no parto de 3ª filha em MT

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

A médica ginecologista e obstetra Bethânia Bianquini Palmiro, de 40 anos, que atuava na cidade de Cáceres, a 250 km de Cuiabá, morreu nesse domingo (24) por complicações pós parto. O parto foi em um hospital particular na capital.

Segundo informações de uma amiga da família, Bethânia teria sofrido hemorragia durante o parto e foi preciso uma cirurgia de emergência para retirar o útero, mas mesmo assim, a pressão, os batimentos cardíacos estavam descontrolados e a hemorragia não foi contida.

A bebê sobreviveu e segundo os amigos passa bem.

Esse era o parto da terceira filha da médica. Além da bebê, ela tinha duas meninas de 3 e 6 anos.

Bethânia Palmiro era uma das ginecologistas e obstetras mais conhecidas de Cáceres. De família de médicos, ela era casada com o ortopedista Vicente Palmiro. Ela trabalhou no Hospital São Luiz e atuava no Hospital Regional de Cáceres.

 

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

galeria de imagens

Veja também

Captura-de-Tela-2022-05-19-às-20.30.41

Moradores registram geada em cidade de Mato Grosso onde fez 3 graus

whatsapp-image-2022-05-19-at-13.07.56

Caminhão pega fogo em acidente com outros dois veículos de carga em MT

CLAS2090

Governo formaliza convênios com prefeituras para entregar lâmpadas de LED

thumb__600_0_0_0_auto (18)

Prefeito de Sorriso recebe prêmio do Sebrae de Prefeito Empreendedor

pracadepedagio

Concessionária que administra BR-163 arrecadou R$ 2,9 bilhões em pedágio; apenas 26,5% da obra de duplicação em MT foi executada

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apresenta realizações e investimentos. Entre eles, a aeronave Koala, um helicóptero de última geração para atuação no combate ao crime e resgates

PRF registra apreensão recorde de cocaína em 2021