Morte de criança de 6 anos em MT é investigada por suspeita de hantavirose

A morte de uma criança de 6 anos, em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, está sendo investigada, a suspeita é de que a criança tenha contraído hantavirose. O resultado do exame que poderá confirmar a doença ficará pronto em 30 dias.

A menina foi levada à UPA de Tangará da Serra na quinta-feira (7) pela manhã apresentando vários sintomas da doença, como febre baixa e dores abdominais.

Ela ficou internada por cerca de 12h, mas o quadro se agravou e a criança morreu. A evolução rápida da doença levantou a suspeita de que a criança estava com hantavirose.

Outro ponto reforçado pelo coordenador é o fato da criança residir na zona rural de Tangará da Serra.

“A gente sabe que pode acontecer esses casos na zona rural porque os animais silvestres entram em contato com os humanos”, destacou.

Além disso, a mãe relatou que a criança teve contato com uma horta há 30 dias, também falou sobre um espaço para criação de aves pela família. “Há um depósito para o armazenamento de grãos, o que pode sugerir a presença desses roedores”, pontou Fabrício.

Se confirmado, será o segundo caso de hantavirose registrado neste ano em Tangará da Serra. Em abril, um trabalhador rural de 37 anos morreu vítima da doença.

A doença

A hantavirose é causada pelo rato silvestre nativo da região do cerrado e é mais comum que o ser humano se contamine com a doença por meio da inalação dos aerossóis onde tem o vírus eliminado pela urina, fezes ou saliva do roedor, como por exemplo, nas calhas, quando a pessoa vai limpar o local, e, no caso de fazendas, os galpões e no armazém dos grãos.

A doença não tem cura e os sintomas são bem parecidos com as de uma gripe afetando principalmente os pulmões.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

thumb__600_0_0_0_auto (54)

Tramadol e Risperidona estão em falta nas farmácias cidadãs de Sorriso

thumb__600_0_0_0_auto (12)

Unidade móvel do Hospital do Amor atenderá na Zona Leste e no Mário Raiter

COVIDDD

Prefeitura confirma mais um óbito por covid-19

variola-monkeypox-adobe-stock-970x550

MT acompanha 13 casos suspeitos de varíola dos macacos

Monkeypox,New,Disease,Dangerous,Over,The,World.

Caso suspeito de Monkeypox em Sorriso ainda não foi confirmado; paciente segue em observação

vacinacao-vg

Campanha de multivacinação em Sorriso terá início no dia 15 de agosto