Movimento em prol da BR 163 será realizado no dia 17 de março

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

O movimento em prol da BR-163 tem uma nova data e horário para realização. Será no dia 17 de março, das 15 às 17 horas, às margens da 163 em frente à empresa Fiagril. A meta é chamar a atenção para as péssimas condições de trafegabilidade da BR-163 no trecho que liga o Posto Gil ao município de Santarém (PA). Um levantamento realizado pelas lideranças do movimento aponta que somente nos últimos cinco anos o trecho entre Cuiabá à Sinop foi palco de mais de 800 mortes. “Um cenário de dor e perdas que pode ser explicado por momentos de imprudência ao volante aliados às péssimas condições da BR”, aponta o prefeito de Sorriso, Ari Lafin.

Conforme Ari, a intenção do movimento é sensibilizar o Governo Federal sobre a necessidade de recuperação e também de duplicação. “O que temos aqui é uma via de mão simples que transporta a maior produção nacional”, frisa Ari ao lembrar que partes do trecho em questão da 163 foram construídos ainda na década de 70 e outros nos anos 80 – 20 de outubro de 1.976 é a data da inauguração em terras mato-grossenses. Diariamente, passam pela rodovia 70 mil veículos, 70% deles são de carga, segundo dados da atual administradora da via.

“São quase 50 anos sem que a principal rodovia do país passe por uma grande obra de recuperação ou duplicação na área que cobre os municípios do Médio Norte e do Norte do Estado. Por outro lado, toda a região passou por um “boom” de expansão agrícola e populacional”, destaca Ari.

O prefeito lembrou que no início do ano passado, a concessionária que atualmente administra a rodovia protocolou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) comunicando a saída da administração e a vinda de um novo investidor para assumir o controle da concessão da BR-163/MT. O documento previa ainda a retomada das obras, a partir de 2022, de tudo que está atrasado com relação ao contrato firmado pela Rota do Oeste no começo da concessão. Segundo o acordo inicial, até 2019, a empresa deveria ter concluído a duplicação em 336 km da rodovia federal. Porém, a negociação não avançou “e enquanto isso, a concessionária continua lucrando cerca de R$ 500 milhões ao ano”, pontua o presidente do Legislativo, Leandro Damiani.

É para buscar soluções que lideranças políticas, associações, agricultores, empresários consórcios e entidades de vários municípios da região estão unidos. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção Sorriso, Fernando Mascarello, assumiu nesta manhã (22) a presidência da comissão que irá organizar o movimento. Integram ainda a comissão representantes da Associação Comercial de Sorriso (ACES), Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato Rural e Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja). A intenção é somar forças com a Frente Parlamentar de Vereadores MT/PA, Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico Social e Ambiental (Cidesa), União Nacional dos Caminhoneiros e Assembleia Legislativa do Estado.

 

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

thumb__600_0_0_0_auto

Sorriso abre todas unidades de saúde a noite para fazer exame preventivo colo do útero e vacina contra gripe

direitos

Governo consegue na Justiça direito de pagar empresas; mercados precisam se credenciar

WhatsApp Image 2022-05-16 at 09.19.02

Sorriso: morre o pioneiro Elírio Daroit, popular Nini Daroit

bope

Policiais militares do Bope salvam recém-nascido engasgado e desacordado na Capital

IMG-20220514-WA0033

Morre Márcio Lopes, conhecido vendedor de tapioca de Sorriso

ato civico 02

Sorriso: ato cívico alusivo ao aniversário do município é marcado pela presença expressiva da população