MPE investiga captação e qualidade da água utilizada em Hospital Regional

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

O promotor de Justiça Márcio Florestan Berestinas, membro do Ministério Público de Mato Grosso (MPE), instaurou inquérito civil para investigar suposta ilicitude na captação e tratamento da água utilizada pelo Hospital Regional de Sorriso.

Abertura de investigação teve como base informações denunciadas pela empresa Águas de Sorriso. A diretoria do Hospital Regional será notificada para responder sobre a acusação. Prazo de 15 dias foi estabelecido.

O hospital deve informar como e feita a captação da água, de que fonte e como se dá a distribuição. A diretoria da entidade precisa apresentar ainda informações sobre estudos atualizados que mostram a qualidade.

A vigilância sanitária também deve examinar a qualidade da água, produzindo relatório. A portaria de instauração da investigação foi assinada por Florestan Berestinas no dia 18 de dezembro de 2019.