Boa Esperança do Norte| Pontes e Lacerda| Sorriso

Mulher é mantida em cárcere privado e agredida pelo marido; cortou seu cabelo com facão

A vítima, S.S.S., procurou a delegacia de polícia de Pontes e Lacerda para registrar boletim de ocorrência contra seu marido, R.S.S. que a manteve em cárcere privado por horas, praticando atos de tortura e tentou matá-la. Segundo a vítima, ao invés de registrar o boletim sobre a situação relatada, fizeram somente um boletim de natureza “extravio de documentos”.

A mulher conseguiu ajuda para ir até a rodoviária e veio para Sorriso com objetivo de pedir ajuda à irmã que reside em Boa Esperança do Norte.

Em outro boletim de ocorrência registrado pela polícia de Boa Esperança ela conseguiu relatar os fatos. Segundo a vítima, ela residia no garimpo de Serere onde trabalhava junto com o marido e este, na noite de 19 de fevereiro, por ciúmes a agrediu.

Relata a vítima que primeiro o marido a agrediu com chutes nas costas, depois com um facão desferiu golpes com a parte lateral da arma pelo seu corpo e logo em seguida usando o mesmo instrumento, cortou seu cabelo. “O tempo todo ele dizia para ela confessar a traição”, relata o boletim de ocorrência.

O suspeito saiu de casa, deixando um colega vulgo “Di menor” cuidando da vítima e este, durante todo o tempo em que permaneceu vigiando a mulher, estava amolando uma faca. As agressões teriam iniciado por volta de 11h da noite e já por volta de 03h da manhã, a vítima conseguiu escapar e gritar por socorro. O homem que ficou cuidando dela chamou pelo marido que conseguiu alcança-la e com a faca que o colega amolava, tentou agredi-la. Na luta para se defender, a mulher ficou com as duas mãos feridas.

O marido ainda conseguiu usar a faca para mais uma vez cortar parte de seu cabelo. “[…] falou para a vítima que não iria matá-la, somente deixa-la careca para que nunca mais traísse homem nenhum”, relata a mulher no boletim de ocorrência. Depois disso, o suspeito deixou a vítima, que foi pedir ajuda em um barraco próximo. Na primeira tentativa, uma mulher disse que não a ajudaria.

No segundo barraco procurado ela recebeu ajuda de um casal que estancou o sangramento dos ferimentos e lhe deu roupas limpas e alimento. Ela ficou escondida ali até o final da tarde seguinte, quando finalmente conseguiu carona em um veículo que foi levar suprimentos até o garimpo, indo até a cidade, onde na delegacia tentou registrar o boletim e foi orientada a voltar para casa.

Diante da situação, a vítima foi até a rodoviária, e no final do dia apenas conseguiu ônibus para vir para Sorriso.  Quando finalmente conseguiu chegar a Boa Esperança do Norte efetuou o registro de novo boletim de ocorrência. Lá  ela foi finalmente encaminhada ao pronto atendimento para receber os cuidados médicos e orientada a procurar a delegacia de Polícia de Sorriso para as providências que o caso requer.

Veja também

Sorriso recebe hoje o palestrante Roberto Montanha para workshop sobre empreendedorismo

Sorriso: PM prende duas pessoas por tráfico de drogas no bairro Benjamim Raiser

Grave acidente bloqueia BR-163 entre Sorriso e Sinop

Sorriso: Polícia Militar recupera motocicleta roubada e detém suspeitos

Sorriso: morre homem vítima de acidente registrado ontem na av. Blumenau

Polícia Civil deflagra operação para reprimir tentativa de acesso ao sistema da instituição