Meio Ambiente

NIF devolve à natureza animais resgatados em Sorriso

Publicado em 10/02/2020

Sábado (8) foi dia de oito jabutis e uma jibóia voltarem à natureza. Resgatados por servidores do Núcleo Integrado de Fiscalização (NIF) da Prefeitura de Sorriso, os quelônios foram voluntariamente entregues pelos moradores que os detinham nas residências. Já a jibóia foi recolhida de um terreno baldio no bairro Jardim Aurora.

A reintrodução dos animais ao hábitat foi autorizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA) e o local indicado para soltura dos répteis foi o Salto Magessi, no Distrito de Boa Esperança, distante 140 km da sede do município.

Responsável pela entrega, o coordenador do NIF, Reinaldo Nunes, lembra que o jabuti está na lista oficial de espécies da fauna brasileira que estão ameaçadas de extinção desde 1989. É proibido por lei matar, perseguir, caçar, coletar ou utilizar qualquer espécime da fauna silvestre sem permissão, licença ou autorização de autoridade competente. A desobediência à legislação pode render, não só multa de até  R$ 5 mil, como também prisão. O fiscal explica que, no caso dos quelônios, que foram voluntariamente entregues, não houve sanção.

Responsável pela entrega, o coordenador do NIF, Reinaldo Nunes, lembra que o jabuti está na lista oficial de espécies da fauna brasileira que estão ameaçadas de extinção desde 1989. É proibido por lei matar, perseguir, caçar, coletar ou utilizar qualquer espécime da fauna silvestre sem permissão, licença ou autorização de autoridade competente. A desobediência à legislação pode render, não só multa de até  R$ 5 mil, como também prisão. O fiscal explica que, no caso dos quelônios, que foram voluntariamente entregues, não houve sanção.

Enquete. Participe!

Em sua opinião, quais secretários do governo Ari Lafin devem continuar na próxima gestão?
(É possível votar em mais de um)