Número de mortes diminui 17% no trecho sob concessão da BR-163

Por: Assessoria

Alcançando uma redução de 17% no número de mortes em 2019 no trecho sob concessão da BR-163, em Mato Grosso, a Concessionária Rota do Oeste inicia o ano reforçando as ações do Comitê de Segurança Viária da empresa, implantado para diminuir o número de acidentes na rodovia. A queda no número de óbitos é apontada no relatório operacional da Rota do Oeste e demonstra que no ano passado foram registradas 97 vítimas contra 117 em 2018. O documento aponta ainda uma diminuição de 10,6% nos registros de feridos.

Diante do monitoramento permanente realizado pela Concessionária, o gerente de Operações da Concessionária, Wilson Ferreira, afirma que os números demonstram que o Comitê de Segurança Viária cumpriu o seu papel, que é o de levar mais segurança para a rodovia. “Em 2020 vamos ampliar a atuação do Comitê, reforçando ainda mais as ações e utilizando a favor da segurança os estudos que são feitos. A redução de mortes e feridos em 2019 é importante, mas sabemos que precisamos dar continuidade nos trabalhos para que os números caiam ainda mais”.

Ferreira frisa que outros fatores também contribuíram para a redução do número de mortos e feridos. Entre eles estão as intervenções em travessias urbanas, as campanhas educativas, as ações focadas aos períodos específicos do ano – como escoamento da safra, período proibitivo de queimadas, intensificação das chuvas, feriados – e, principalmente, o papel dos motoristas, que são os principais responsáveis por essa queda. “Quando o assunto é segurança não podemos falar em situações isoladas, uma vez que cada conduta reflete de forma abrangente em toda a rodovia e resultado”.

O Comitê de Segurança Viária é formado por funcionários de vários setores da Rota do Oeste, que têm o compromisso de avaliar os locais entendidos como ‘zonas quentes’ do trecho sob concessão, geralmente, são pontos com incidência de ocorrências. Ao identificar um ponto com potencial para gerar problema, o assunto é discutido e as providências cabíveis são adotadas de forma mais célere possível para dirimir a situação. “

O mapeamento de ‘zonas quentes’ também tem servido para elaboração de campanhas operacionais voltadas ao momento específico do ano, como a Safra Segura (durante o escoamento da safra de soja), Maio Amarelo, Operação Queimadas, Operação Clima Tempo e Operação Vitrine.

“Vemos resultados positivos em todas essas ações. Um exemplo recente é não termos registrados mortes na rodovia durante as festas de final de ano, quando lançamos a Operação Vitrine. Não podemos deixar de fora o envolvimento da PRF, que é uma instituição parceira da Rota do Oeste em todas as ações, além de atuar de forma intensiva na fiscalização da rodovia e veículos”, avalia.

Em 2019, a Rota do Oeste atuou ainda no reordenamento do tráfego nas travessias urbanas de Sorriso e Sinop, intervindo no conflito existente nas duas regiões. No sul de Mato Grosso, o setor de engenharia concluiu a duplicação da BR-163 e ampliou a capacidade viária da região conhecida como ‘Trevão’ em Rondonópolis. Além disso, todo o segmento sob responsabilidade da Concessionária conta com manutenção permanente e rotineira.

Próximo

Número de mortes diminui 17% no trecho sob concessão da BR-163