(66) 3544-2595

Telefone

(66) 99634-6964

WHATSAPP

Operação Integrada Vitae termina com oito pessoas presas em flagrante, além de drogas e armas apreendidas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) encerrou nesta terça-feira (18.05) em Aripuanã (990 km de Cuiabá) a Operação Integrada Vitae V – Três Fronteiras, lançada no dia 12 de maio em Colniza (1.057 km de Cuiabá). Ao todo, oito pessoas foram presas em flagrante e 10 foram conduzidas para a delegacia.

A operação teve como objetivo a redução do número de homicídios e tráfico de drogas, em especial nos distritos de Três Fronteiras, Guatá e Taquaruçu do Norte em Colniza, pertencente à Região Integrada de Segurança Pública (Risp) 8, com sede em Juína. Na ocasião, seis mandados de prisão e quatro de busca e apreensão foram cumpridos.

Durante o cumprimento de um dos mandados, um suspeito reagiu à ação dos policiais e acabou baleado e sendo morto no confronto. O suspeito de 33 anos morreu no último sábado (15.05), no Distrito de Guatá.

A operação ainda realizou a apreensão de 10 armas de fogo, de pequenas porções de drogas, dinheiro e de dois veículos, além da recuperação de um veículo roubado.

“Essa é a maior operação já realizada na região Noroeste, tanto em resultados quanto em investimentos. E a Polícia Militar esteve empenhada para trabalhar de forma integrada com as demais instituições”, avaliou o comandante do 8 Comando Regional da Polícia Militar, tenente-coronel Siziéboro Elvis.

Dados preliminares da Superintendência do Observatório de Segurança Pública apontam que de janeiro a abril deste ano, oito homicídios foram registrados na Risp 8. Já no mesmo período do ano passado, este número era de duas ocorrências deste gênero.

“A Polícia Civil não só cumpriu seu papel, que inicialmente era dar cumprimento a cinco mandados de prisão, mas no desenrolar da operação outras pessoas foram presas em situação de flagrante, além de resolver um crime de homicídio ocorrido dias antes e a apreensão de drogas, armas e de um caminhão que era utilizado para o tráfico de drogas. Esta operação foi um sucesso”, avaliou o delegado Carlos Henrique Engelmann.

A operação contou com a ação integrada das forças de segurança da Polícia Militar de Mato Grosso (PMMT), Polícia Judiciária Civil (PJC), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), Perícia Oficial e Identificação Técnica e Sistema Penitenciário.

“A Secretaria de Estado de Segurança Pública trabalha com a proposta de integração entre as forças de segurança e é isso que nós enaltecemos na Risp de Juína, justamente essa integração e a bravura dos Espíritos profissionais durante essa semana de operação. Sabemos que se trata de uma região de difícil acesso, mas cumprimos nossa missão de trazer a presença do Estado por meio da Segurança Pública”, disse o secretário adjunto de Integração Operacional, coronel PM Victor Fortes.

Ao todo, 75 profissionais foram mobilizados, além de 21 viaturas e um avião do Ciopaer para o apoio à ação.