Pai que teve filho baleado em Sorriso diz sentir medo ao sair de casa e pede mais segurança

Em meio a homicídios tentados e consumados em Sorriso, pais e familiares fazem filas em frente ao Hospital Regional da cidade e cobram das autoridades policiais medidas para trazer mais segurança ao município.

Em duas ocorrências registradas nos últimos 10 dias, duas pessoas sem envolvimento com o mundo do crime foram alvejadas com disparos, uma delas sendo criança de 8 anos.

O pai de um jovem baleado recentemente em Sorriso, conversou com a imprensa local e sem se identificar, relevou a tristeza e a sensação de medo que têm sentido constantemente, “Em todo lado que você vai ta correndo risco, não ta dando mais para sobreviver, meu Deus, eu moro nesta cidade desde 1980 […] não têm condições de ficar na cidade em uma guerra desse jeito. Você já levanta de manhã cedo com medo, sai pela rua com medo porque é muita coisa, então pelo amor de Deus, a gente quer uma resposta.”.

A Polícia Militar de Sorriso, através do 12º Batalhão, tem buscado reforços constantemente, com apoio de cidade vizinha e da capital do Estado, a Polícia Civil também tem trabalhado firme na elucidação de vários crimes registrados. Apesar do baixo efetivo necessário para combater a criminalidade, as forças de segurança buscam soluções junto a gestão para que os números possam decair.

Veja também

Sorriso: veículo utilizado em homicídio no bairro São José é apreendido e mulher é conduzida para a delegacia

Sorriso: jovem é executado com pelo menos três tiros no bairro São Mateus

Sorriso: jovem é atingido por dez disparos de arma de fogo em troca de tiros no São José (atualizada)

Sorriso: vazamento em Botijão de Gás provoca incêndio em Kitnet no bairro Centro Norte

Sorriso: mulher esfaqueia ex-marido ao vê-lo com outra no Jardim Primavera

Sorriso: Veículo capota após atravessar canteiro central da BR-163 próximo à rodoviária; Motorista fica ferido