Perícia detalha informações sobre crime que vitimou família em Sorriso

O perito criminal da Politec Sorriso, Gledson Emiliano, detalhou a perícia realizada na residência onde Cleci Calvi Cardoso, de 46 anos, e suas filhas Miliane Calvi Cardoso, 19 anos, além de duas menores de 13 e 10 anos, foram encontradas mortas na Travessa Dezembro, no bairro Florais da Mata. Após mais de seis horas de análises, a equipe de perícia concluiu a cena do crime, coletando materiais cruciais que serão integrados ao inquérito policial dos crimes perpetrados pelo assassino confesso, Gilberto Rodrigues do Anjos, de 32 anos, que foi preso em uma rápida ação policial.

Gledson Emiliano, o perito responsável, expressou o horror diante da atrocidade cometida: “Primeiramente, está bem claro que foi uma atrocidade. Quase todas foram vítimas de arma branca, infelizmente ainda havia uma criança com sinais de esganadura. As demais apresentavam várias lesões por arma branca na cabeça, pescoço e uma com esgorjamento bem profundo”.

O perito também abordou evidências adicionais encontradas nas vítimas e no local do crime, incluindo indícios de abuso sexual e móveis danificados: “Existe indício disso (abuso sexual), só será confirmado com exame junto ao IML que será mais detalhado na região. Há indícios também de que a pessoa que cometeu isso conseguiu entrar na casa através da janela. Houve luta corporal, que tudo indica, com a mãe das crianças, na cozinha. Temos indícios que indicam o quebramento de móveis e marcas de sangue que mostram isso. Também a questão da faca que estava junto à mãe está bem relacionada com as lesões que encontramos nos corpos”.

O perito enfatizou que tudo indica que o criminoso tenha ido ao quarto, evidenciando sinais de marcas de contato na porta do quarto, indicando que ele forçou a entrada. Gledson relacionou essas marcas com as encontradas nos chinelos junto ao piso. Ele detalhou as lesões sofridas pela criança mais nova, indicando sinais de esganadura, possivelmente utilizando um dos travesseiros. As duas filhas mais velhas e a mãe apresentavam lesões de defesa nas mãos e braços, compatíveis com defesa contra arma branca.

O perito confirmou a possibilidade de o crime ter ocorrido na última sexta-feira, sugerindo que a filha mais nova pode ter sido a última a ser morta. “O indicativo de 48 horas é uma estimativa, que pode ter um intervalo de um pouco para mais ou para menos. Não conseguimos mensurar por enquanto o lapso temporal de uma vítima para outra, mas tudo indica que a mãe foi a primeira vítima, as duas filhas mais velhas, a segunda e terceira vítimas, e a criança tem indicativo de que ela foi a última vítima”.

A análise detalhada do material coletado continuará a ser realizada para fornecer informações adicionais no laudo final. O assassino confesso, Gilberto Rodrigues do Anjos, permanece sob custódia, aguardando o desenrolar do processo judicial.

Veja também

Sorriso recebe hoje o palestrante Roberto Montanha para workshop sobre empreendedorismo

Sorriso: PM prende duas pessoas por tráfico de drogas no bairro Benjamim Raiser

Sorriso: Polícia Militar recupera motocicleta roubada e detém suspeitos

Polícia Civil deflagra operação para reprimir tentativa de acesso ao sistema da instituição

Delegado confirma prisão de jovem de 18 anos suspeito de vários roubos em Sorriso

Sorriso: Comandante do Corpo de Bombeiros destaca importância da preservação no Dia de Proteção às Florestas