(66) 3544-2595

Telefone

(66) 99634-6964

WHATSAPP

PF faz operação em 6 estados contra fraudes no Auxílio Emergencial

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A Polícia Federal cumpriu 29 mandados de busca e apreensão, nesta quinta-feira (22), contra um grupo suspeito de fraudes na concessão do Auxílio Emergencial. A operação, batizada de “Animus Fraudandi”, ocorre na Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Santa Catarina.

A Justiça também autorizou o bloqueio de R$ 60 mil das contas dos alvos. Segundo a investigação, os suspeitos usavam dados de cidadãos que tiveram o CPF vazado para solicitar o benefício na plataforma do governo federal. Depois, burlavam o sistema de segurança do aplicativo Caixa Tem para conseguir sacar o benefício. O G1 aguarda um posicionamento do banco sobre o caso.

Na casa dos suspeitos, a PF apreendeu celulares que teriam sido usados para cometer os crimes, além de dinheiro supostamente obtido pela fraude. Os valores ainda estão sendo contabilizados. O número de presos não havia sido divulgado até a publicação dessa reportagem.

Os detidos vão responder por furto qualificado pela fraude, organização criminosa e estelionato qualificado.

‘Intenção de fraudar’
Somente em Porto Seguro, na Bahia, os alvos são investigados por participação em pelo menos 49 contas fraudadas. Essas fraudes geraram um montante de R$ 32.971, em um período de 25 dias, segundo a PF.

Desde o começo da pandemia, a Polícia Federal já realizou 114 Operações Policiais para combater fraudes aos benefícios emergenciais. A operação deflagrada nesta quinta-feira (22) foi batizada de “Animus Fraudandi” em referência à expressão latina que significa “intenção de fraudar”.

Além da Polícia Federal, participam também das ações o Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com