(66) 3544-2595

Telefone

(66) 99634-6964

WHATSAPP

PM liberta 14 reféns que eram mantidos amarrados em fazenda de MT

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Policiais do 2º BPM de Barra do Garças (a 509 km de Cuiabá) prenderam nesta quinta-feira (13.05) três homens e apreenderam um adolescente – todos envolvidos no sequestros de 14 funcionários de uma fazenda, na zona rural da cidade.

A informação chegou via 190, descrevendo que pessoas eram mantidas em cárcere privado, amarradas e passando por sessões tortura e os criminosos estavam armados.

No local, a porteira estava trancada com correntes e cadeados. Um Fiat Strada branco foi identificado escondido entre a vegetação e os policiais chegaram a ver um homem sair do carro, mas ele não foi localizado posteriormente.

Dentro da propriedade, um dos suspeitos foi visto na companhia de uma das vítimas. Ele estava armado e com a aproximação dos policiais jogou o revólver calibre 38 e se entregou.

A vítima contou que outros 13 colegas estavam amarrados e sendo agredidos desde as 5h da manhã e tiveram vários pertences e dinheiro roubados. Na sede da fazenda, o grupo mantido refém estava amarrado e disse que com a chegada dos policiais, os criminosos fugiram com armas de fogo e facas. Três deles foram rendidos juntos. Um deles carregava R$ 4.5 mil em dinheiro.

No fundo da fazenda estava o Jeep Renegade azul usado pelo bando. A propriedade teve a porta quebrada por chutes.

No local, oito caminhões gaiolas seriam utilizados para levar todo o gado da fazenda. Os motoristas alegaram que foram contratados por um homem. Todos foram conduzidos à Delegacia para prestar esclarecimentos.

Foi apreendido um revólver calibre 38, com seis munições além do material utilizado para manter as vítimas presas. Dinheiro, celulares e pertences pessoais das vítimas foram recuperados.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 08000.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.