PM mata mãe, esposa, irmão e três filhos e comete suicídio no Paraná

Soldado identificado como Fabiano Junior Garcia praticou os crimes em duas cidades e tirou a própria vida dentro do carro

 

Um policial militar matou pelo menos oito pessoas nas cidades de Céu Azul e Toledo, no Paraná, e cometeu suicídio. Entre as vítimas estão a própria mãe, a esposa, três filhos e um irmão. A tragédia aconteceu entre a noite desta quinta-feira (14) e a madrugada desta sexta-feira (15).

Família inteira foi morta a tiros pelo policial militar, que tirou a própria vida na sequência

O soldado identificado como Fabiano Junior Garcia é o suspeito dos assassinatos. As primeiras informações são de que o PM fez plantão até as 19h. Após deixar o batalhão, ele foi até Céu Azul, em uma propriedade rural, onde matou a tiros dois filhos, um menino de 4 anos e uma menina de 9.

No sítio, nenhuma outra pessoa foi ferida. Os corpos das duas crianças foram encaminhados ao IML (Instituto Médico-Legal) de Cascavel.

O policial retornou a Toledo, onde matou a outra filha, do primeiro casamento, depois assassinou a mãe dele e um irmão, além de outras duas pessoas que estavam na via pública.

Em seguida, o agente foi para a casa onde morava, matou a esposa e cometeu suicídio dentro do próprio carro.

Em nota, a Polícia Militar lamentou o ocorrido e se disse consternada. “O policial militar que prestava serviços no 19º Batalhão em Toledo não tinha histórico de problemas psicológicos e atuava como motorista do coordenador do policiamento da unidade. Desde dezembro de 2020 a região conta com o programa Prumos, que disponibiliza atendimento psicológico aos militares”, informou a corporação.

Com informações da Record TV

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

assets-fotos-293-217908

Morre em São Paulo, aos 84 anos, o ator, escritor, humorista e apresentador Jô Soares

jessica-ballock-e-bebe-de-3-meses-mortos-em-sc-25072022193131453

Duplo assassinato: ‘Não existe perdão para isso’, diz homem que matou o filho e a mulher em SC

adelio-bispo-06092018171118521

Adélio, que esfaqueou Bolsonaro, passa por perícia e pode ser solto

tayne-rosto-tatuado-pelo-ex-22072022180913904

Dois meses após ser torturada e ter o nome do ex tatuado no rosto, jovem teme a saída dele da prisão

84iz7s50ry_5zkqp5y6mb_file

Morre Jorgina de Freitas, conhecida como a maior fraudadora do INSS

GAECO-Mato-Grosso-policiais-8-maio-2021assessoria-900x556

GAECO faz operações em Sinop, Alta Floresta, Cuiabá e SC; 5 prisões por crimes ambientais e 20 buscas