PMMT tem 100% das armas substituídas por equipamentos de ponta em 2023

A Polícia Militar de Mato Grosso recebeu R$ 118 milhões em investimentos do Governo do Estado, em 2023, e uma das principais ações foi a troca de 100% das armas de fogo utilizadas pelos policiais. O volume histórico de recursos, no ano em que a instituição completou 188 anos, transformou a realidade dos agentes que passaram a contar com uma arma de fogo em cautela permanente, além da atuação com equipamentos modernos para melhor prestação de serviço e repressão à criminalidade.

Atualmente, a PM conta com mais de 7 mil policiais, incluindo os alunos em formação de soldados e oficiais, e cada um deles recebeu uma pistola Glock de calibre .9mm. As armas de fabricação austríaca são as mais modernas e seguras do mercado. Foram adquiridas com um investimento total de R$ 13 milhões do Governo do Estado.

O governador Mauro Mendes destacou na entrega que, a partir deste ano, a Polícia Militar abandonou de vez a realidade de ter que atuar com armas defasadas, acauteladas a cada plantão policial, deixando os policiais sem segurança. “Antigamente recebíamos pistolas doadas e hoje temos aquisições próprias, e podemos dizer que as forças de segurança de Mato Grosso são as mais equipadas do Brasil”, disse.

Além das pistolas Glock, o Governo do Estado realizou mais entregas à PMMT, somando com os mais de R$ 250 milhões aplicados entre os anos de 2019 e 2022. Logo nos primeiros dias do ano, 35 automóveis e 127 motocicletas foram entregues, além de equipamentos de proteção individuais, artefatos e munições não letais.

Também foram entregues 350 fuzis de calibre 300 BLK e espingardas gauge de calibre 12, direcionados às companhias de Força Tática dos 15 Comandos Regionais da PMMT, com foco na Patrulha Rural. Todos os materiais, veículos e armamentos contaram com investimento de R$ 18 milhões.

Ainda entre novos armamentos adquiridos e entregues pelo Governo do Estado estão 45 fuzis da marca Sig Sauer, voltados para tiros de precisão, distribuídos ao Batalhão de Operações Especiais e Forças Táticas do interior do Estado, a partir de investimento de R$ 1,2 milhão.

Para a utilização correta das armas, os policiais participaram do curso de Atirador Designado.

A modernização de equipamentos também ocorreu com a aquisição de 662 armas de eletrochoque e incapacitação neuromuscular, da fabricante estadunidense Axon, na qual houve investimento de R$ 6,7 milhões. Os armamentos trazem mais segurança para abordagens em situações de conflito e estão sendo distribuídos por todos os comandos regionais do Estado.

O comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso, coronel Alexandre Corrêa Mendes, classificou como histórico o montante de entregas de armas e equipamentos modernos para toda a tropa da PMMT.

“Nunca foram vistas tantas entregas para a Polícia Militar e isso mostra a importância da instituição, que está se modernizando e dando uma resposta rápida e eficiente para o combate da criminalidade e proteção de todos os cidadãos de bem da sociedade mato-grossense. A realidade agora é outra, sabemos que somos umas das polícias mais bem equipadas e preparadas do país e que a população pode contar conosco em todos os momentos”, destacou.

Infraestrutura

Em março deste ano, o Governo do Estado entregou a nova sede do 13º Batalhão de PM, situado em Lucas do Rio Verde. Com investimento de R$ 2,9 milhões, o 13º BPM passou a ter sede própria com 784 metros quadrados construídos em uma área total de 9 mil metros quadrados.

O comandante do Batalhão, tenente-coronel Paulo Jailson Secchi, comemorou o investimento e ressaltou a combinação de uma sede nova com infraestrutura adequada e os novos armamentos e equipamentos recebidos, para a proteção dos moradores da cidade.

“Esse novo batalhão proporciona aos nossos policiais um ambiente de trabalho mais digno para prestar um melhor serviço de melhor qualidade a sociedade, isso somados aos nossos novos armamentos, pistolas Glock, espingardas, equipamentos de proteção individual e demais equipamentos para dignificar o nosso do dia a dia”, afirmou.

Na região de Vila Rica (1.320 km de Cuiabá), o Governo de Mato Grosso também está investindo em infraestrutura com a construção da nova sede do 23º Batalhão e 10º Comando Regional, sediados no município. O novo prédio em construção pelo valor de R$ 4,1 milhões tem estrutura moderna e adequada para o trabalho do CR, que abrange 11 municípios mato-grossenses, na divisa com os estados do Pará e Tocantins.

“Depois que o governador Mauro Mendes assumiu o Governo, toda a estrutura da região, não somente aqui da PM, foi bastante melhorada com infraestrutura e isso reflete na melhoria da prestação de serviço da PM para a sociedade. Um policial mais bem preparado e com equipamentos próprios transforma a instituição em uma prestadora de serviços mais adequada e que já tem causado a diminuição dos índices de criminalidade”, disse o tenente-coronel Noelson Carlos Silva Dias.

Além das entregas de sedes, o governador Mauro Mendes assinou ordens de serviço para a construção de novas sedes da Polícia Militar no interior do Estado. Em Sinop, está sendo reformado e ampliado o 3º Comando Regional, com investimento de R$ 5,8 milhões, e construída a sede do Batalhão Ambiental da cidade, pelo valor de  R$ 1,1 milhão.

Ainda em 2023, foram iniciadas obras do Batalhão de São José do Rio Claro, no valor de R$ 4,4 milhões; da nova sede do 11º Comando Regional, em Primavera do Leste, por R$ 4,4 milhões. Já na Capital, estão em obras a reforma do 1º Batalhão de PM por R$ 2,1 milhões, e a construção da nova sede da Força Tática do 1º Comando Regional, também em Cuiabá, com investimento de R$ 7,5 milhões.

Veja também

Corpo de bombeiros captura cobra cascavel em empresa de Sorriso

Governador defende eficiência e que Brasil lidere setor da economia verde

Medida Provisória do Auxílio Reconstrução do Rio Grande do Sul entra em vigor

Ministro Alexandre de Moraes suspende por mais 90 dias processo sobre Ferrogrão no STF

Primeira-dama de Mato Grosso abraça a causa da Conscientização sobre a Doença Celíaca

Governador se reúne com banco que pretende financiar projetos de descarbonização em MT