Polícia apreende 16 quilos de substâncias anestésicas utilizadas no preparo de entorpecentes em MT

Dezesseis quilos de uma mistura com três substâncias anestésicas utilizadas no preparo de entorpecentes foram apreendidos pela Polícia Civil, na segunda-feira (13.12), em trabalho realizado pela equipe da Delegacia Especializada de Repressão à Entorpecentes (DRE) com apoio dda Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

O material ilícito foi enviado para Capital mato-grossense por meio de uma transportadora, tendo como remetente uma drogaria da cidade de Goiânia (GO). Um homem de 28 anos que buscou o produto foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de insumos e produtos químicos destinados a produção de entorpecentes e crime contra a saúde pública.

As investigações iniciaram após a equipe da DRE receber denúncia anônima de que um traficante receberia uma carga de entorpecentes vinda de cidade de Goiânia e que a encomenda chegaria à Cuiabá na noite de domingo.

Com base nas informações, os policiais da DRE, montaram vigilância nas proximidades da empresa já nas primeiras horas da manhã de segunda, flagrando o momento em que o suspeito foi até a transportadora e fez a retirada da encomenda que estava em uma caixa de papelão.

A nota fiscal expedida por uma drogaria indicava que o pacote contia uma lâmina de barbear, um pacote de fralda, um desodorante e uma lata de leite em pó, porém ao abrir a caixa, os policiais encontraram 16 embalagens de aproximadamente um quilo cada contendo um pó branco.

O produto foi encaminhado para perícia uma vez que não havia certeza de qual seria a substâncias dentro das embalagens, sendo realizado um trabalho diferenciado para identificação do material. Após a perícia, o laudo constatou que o produto era composto por três tipos de anestésicos, utilizados para misturar na cocaína.

Segundo a delegada, Juliana Chiquito Palhares, um dos insumos encontrados é a tetracaína, de comércio restrito, previsto no anexo C1 da portaria 322 da Anvisa. Os outros dois anestésicos estavam em embalagens típicas de produtos de manipulação, porém não apresentavam nenhum tipo de informação quanto a origem.

Diante dos fatos, o suspeito foi autuado em flagrante por tráfico de insumos e produtos químicos destinados ao preparo de entorpecentes e pelos outros dois componentes do pó pelo crime contra a saúde pública, de falsificação e adulteração de medicamentos, previsto no artigo 273 do Código Penal.

“A tetracaína é um insumo utilizada na preparação de vários entorpecentes, e as outras duas substâncias também foram identificadas como anestésicos, porém sem informações quanto a origem. O apoio da equipe da Politec foi fundamental para autuação do suspeito, pois foi o empenho da perícia que definiu o que era o produto apreendido”, explicou a delegada.

As investigações seguem em andamento para identificar outros envolvidos no crime, com o compartilhamento de informações com a Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos da Polícia Civil de Goiás.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

62b5ceb24e7b6

Juiz mantém preso acusado de estuprar meninas, conhecido pelo “Escândalo dos Aloprados”

23062208_Viatura_na

Padrasto que estuprou e engravidou enteada duas vezes é preso após investigação

crianca-3anos

Lucas: homem diz que espancava enteada de 3 anos para dar corretivo na criança

giroflex4

Ipiranga do Norte: pai procura delegacia e denuncia que fotos íntimas de filha foram divulgadas em rede social

Lucas do Rio verde

Polícia Civil prende padrasto por maus-tratos contra menina de 3 anos em Lucas do Rio Verde

whatsapp-image-2022-06-23-at-20.04.00

PRF apreende quase 200 kg de droga escondidos em pneu de caminhão em MT