Lucas do Rio Verde

Polícia Civil prende terceiro suspeito envolvido na morte brutal de adolescente em Lucas do Rio Verde

A Polícia Civil anunciou a prisão de um terceiro suspeito envolvido no chocante homicídio de Yasmin Estefânia Alves Ribeiro, de apenas 15 anos, que foi encontrada morta com as mãos amarradas para trás e decapitada. O  crime que abalou a comunidade de Lucas do Rio Verde teve mais um desenvolvimento crucial neste sábado, 9 de setembro.

Yasmin desapareceu no dia 5 deste mês, quando foi sequestrada dentro de sua própria casa por dois suspeitos que a abordaram em uma motocicleta. Até o momento, a motivação por trás do crime brutal permanece desconhecida. A equipe de investigação recebeu informações que levaram à localização do terceiro envolvido no crime, escondido em um barraco na área conhecida como ‘favelinha’, próxima ao Bairro Jardim Primavera, no município. O suspeito, um homem de 25 anos, foi preso em flagrante e, mesmo algemado, tentou fugir no momento da abordagem.

O delegado responsável pelas investigações, João Antônio Ribeiro Torres, afirmou que até o momento foram identificadas seis pessoas envolvidas no crime, com os suspeitos que sequestraram a jovem dentro de casa já sob custódia.

“Um dia após o sequestro, foram encontrados dois suspeitos que teriam iniciado o crime. Em uma motocicleta, eles foram até a casa dela e a levaram para a ‘favelinha’. Depois, ela foi levada para outro local, no Bairro Tessele Junior, em um veículo com mais três indivíduos”, explicou o delegado.

A prisão do terceiro suspeito levou a um desenvolvimento crucial no caso, pois ele indicou o local onde o corpo da adolescente estava enterrado.

“Conseguimos encontrar o terceiro envolvido que confirmou a participação e levou a polícia onde o corpo poderia estar. Os bombeiros também estiveram no local para iniciar as buscas com cães farejadores e conseguimos encontrar o corpo enterrado”, acrescentou o delegado.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec-MT) revelou que a vítima foi alvejada com, no mínimo, seis disparos, incluindo três na cabeça, além de ter sido decapitada. O corpo de Yasmin estava enterrado em uma cova, em uma área de mata no bairro.

Os criminosos envolvidos foram autuados por ocultação de cadáver, sequestro e homicídio qualificado. As investigações continuam com o objetivo de identificar e prender outros possíveis envolvidos neste crime hediondo.

 

Veja também

Homem é baleado no Jardim Carolina e é socorrido ao Hospital Regional de Sorriso

Sorriso: corpo de homem carbonizado é encontrado dentro de veículo

Ex-padrasto de vítima de estupro é preso após ameaçar mãe da criança para não denunciar crime

Ação integrada da PM e PRF apreende 200 quilos de drogas em Barra do Garças

“Considero o fim da ‘saidinha’ um avanço legislativo, mas precisamos de muito mais”, afirmou a primeira-dama de MT, Virginia Mendes.

Mulher é mantida em cárcere privado e agredida pelo marido; cortou seu cabelo com facão