Polícia Civil prende três homens denunciados por estupro de vulnerável em Alto Garças

Três homens investigados por crimes de estupro de vulnerável cometidos contra vítimas distintas tiveram mandados de prisão cumpridos pela Polícia Civil, na sexta-feira (15.12), em trabalho investigativo realizado pela Delegacia de Alto Garças.
As prisões ocorreram em continuidade à campanha “Maio Laranja”, iniciada pelo Conselho Tutelar de Alto Garças com o apoio da Delegacia de Polícia e do Poder Judiciário local.

As ordens de prisão foram decretadas pela Justiça com base em investigações da Delegacia de Alto Garças, coordenadas pela delegada Michele Castro Reis de Siqueira, após denúncias feitas pelas vítimas e seus familiares.

Um dos presos é investigado por abusar sexualmente de sua enteada desde os 9 anos. A menor procurou o Conselho Tutelar da cidade para noticiar o fato, sendo conduzida à Delegacia de Alto Garças, onde narrou ter sido obrigada, por anos, à prática de atos libidinosos diversos da conjunção carnal sob ameaças de morte. A vítima apresentou mensagens de cunho sexual enviadas pelo padrasto, além de um vídeo com prova de um dos abusos.

Outro suspeito preso por forma de mandado foi denunciado pelo estupro uma criança de 11 anos, filha de um casal de amigos, mediante violência e grave ameaça. A menor contou sobre os abusos para os pais e para sua psicóloga, procurando a delegacia em seguida para registrar o fato. A vítima se encontra bastante abalada emocionalmente, narrando que estava sendo ameaçada e perseguida pelo autor dos fatos.

O terceiro preso é investigado pelo abuso sexual da sobrinha de sua esposa por diversas vezes, desde os 8 anos de idade. A menor relatou os abusos para o pai, que procurou imediatamente a polícia. A criança também narrou ter sido ameaçada de morte pelo suspeito ao longo dos anos, para não contar sobre os abusos para a família e para a polícia.

Diante dos fatos, a delegada titular da unidade de Alto Garças, Michele Castro Reis de Siqueira, representou pela prisão preventiva dos suspeitos, que foram deferidas pela Justiça na quinta-feira (14.12) e cumpridas na sexta-feira (15) com o apoio da Polícia Militar de Alto Garças e da Polícia Federal de Rondonópolis.

“Após a campanha de conscientização iniciada no município com palestras educativas nas escolas, a Delegacia de Polícia vem recebendo diversas denúncias de casos envolvendo abusos sexuais de crianças e adolescentes. Desde então, 8 prisões foram realizadas no município envolvendo fatos análogos”, disse a delegada.

Veja também

Sorriso: veículo utilizado em homicídio no bairro São José é apreendido e mulher é conduzida para a delegacia

Sorriso: jovem é executado com pelo menos três tiros no bairro São Mateus

Sorriso: jovem é atingido por dez disparos de arma de fogo em troca de tiros no São José (atualizada)

Sorriso: vazamento em Botijão de Gás provoca incêndio em Kitnet no bairro Centro Norte

Sorriso: mulher esfaqueia ex-marido ao vê-lo com outra no Jardim Primavera

Sorriso: Veículo capota após atravessar canteiro central da BR-163 próximo à rodoviária; Motorista fica ferido