Polícia Rodoviária Federal apreende Rodotrem com AET falsa em Sorriso

Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em serviço na BR-163, no km 730, na sexta-feira (02), realizou a apreensão de um Rodotrem que transitava com uma Autorização Especial de Trânsito (AET) falsa.

A abordagem aconteceu quando os agentes observaram que a combinação de veículos de carga com dimensões excedentes estava sem a placa de advertência traseira, levantando suspeitas sobre a regularidade do transporte.

Durante a fiscalização detalhada, os policiais constataram que a AET apresentada pelo condutor continha informações inconsistentes com o veículo em questão. Essa discrepância indicava a possibilidade de inserção de dados falsos no sistema do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Diante dessa constatação, o Rodotrem com excesso de dimensões foi imediatamente recolhido ao pátio da PRF para as devidas providências legais.

Após a elaboração do Boletim de Ocorrência Policial, o caso foi encaminhado à Polícia Federal em Sinop, Mato Grosso, para os procedimentos legais cabíveis. As autoridades federais irão investigar a origem e os responsáveis pela falsificação da AET, buscando a aplicação das sanções previstas em lei.

Essa ação da Polícia Rodoviária Federal destaca o compromisso da instituição em coibir irregularidades e garantir a segurança nas rodovias, reforçando a importância do combate à falsificação de documentos relacionados ao transporte de cargas. A PRF continua atuando de maneira rigorosa para assegurar a integridade das vias e a segurança de todos os usuários.

Veja também

Homem é baleado no Jardim Carolina e é socorrido ao Hospital Regional de Sorriso

Sorriso: corpo de homem carbonizado é encontrado dentro de veículo

Ex-padrasto de vítima de estupro é preso após ameaçar mãe da criança para não denunciar crime

Ação integrada da PM e PRF apreende 200 quilos de drogas em Barra do Garças

Operação Lei Seca em Sorriso resulta em apreensões de veículos e prisões por embriaguez ao volante

“Considero o fim da ‘saidinha’ um avanço legislativo, mas precisamos de muito mais”, afirmou a primeira-dama de MT, Virginia Mendes.